Sozinha…

Você em algum momento já ficou sozinho(a) e pensou na sua vida? Você já parou para pensar se tudo isso que você está vivendo realmente vale a pena? Você é feliz do jeito que vive? O que lhe dá prazer em viver? O que lhe dá felicidade? O que lhe provoca sorrisos? Tristeza? Dor? E ódio? O que lhe dá frio na barriga? Quando foi a última vez que sentiu “borboletas” no estômago? Você está apaixonado(a)? Já se declarou? Não? Por que? Já se arrependeu? Sim? De quê? Por que?

São tantas perguntas, que nos piores momentos aparecem, quando você não consegue responder tudo com clareza. Quando você mais precisa de “clareza” essas perguntas aparecem… Parece nada encaixar e tudo parece estar contra você. O que fazer? Fugir? Fingir que nada aconteceu? Desabar? Encarar de frente?

A resposta que você deve escolher é: ENCARAR DE FRENTE. Encare seus problemas de frente, com cabeça erguida, responda essas perguntas sendo sincero(a) com você, o que for melhor para você. E se você se arrepender de uma das respostas… Não se preocupe a vida é longa para novos recomeços. A cada dia há uma nova chance para um recomeço. Então aproveite.

Jusley A.

Resenha: Uma Curva na Estrada

Sinopse: A vida do subxerife Miles Ryan parecia ter chegado ao fim no dia em que sua esposa morreu. Missy tinha sido seu primeiro amor, a namorada de escola que se tornara a companheira de todos os momentos, a mulher sensual que se mostrara uma mãe carinhosa. Uma noite Missy saiu para correr e não voltou. Tinha sido atropelada numa rua perto de casa. As investigações da polícia nada revelaram. Para Miles, esse fato é duplamente doloroso: além de enfrentar o sofrimento de perder a esposa, ele se culpa por não ter descoberto o motorista que a atropelou e fugiu sem prestar socorro. Dois anos depois, ele ainda anseia levar o criminoso à justiça. É quando conhece Sarah Andrews. Professora de seu filho, Jonah, ela se mudou de Baltimore para New Bern na expectativa de refazer sua vida após o divórcio. Sarah logo percebe a tristeza nos olhos do aluno e, em seguida, nos do pai dele. Sarah e Miles começam a se aproximar e, em pouco tempo, estão rindo juntos e apaixonados. Mas nenhum dos dois tem ideia de que um segredo os une e os obrigará a tomar uma decisão difícil, que pode mudar suas vidas para sempre. Nesta obra, Nicholas Sparks escreve com incrível intensidade sobre as difíceis reviravoltas da vida e sua incomparável doçura. Um livro sobre as imperfeições do ser humano, os erros que todos cometemos e a alegria que experimentamos quando nos permitimos amar.

Título: Uma Curva na Estrada
Título Original: A Bend in the Road
Autor: Nicholas Sparks
Páginas: 304
Ano de Lançamento: 2013
Editora: Arqueiro
Gênero: Ficção Americana

Terminei de ler esse livro há pouco tempo, e acho que não teria como não amar essa história, ela, simplesmente, é MARAVILHOSA. A frase que eu descreveria esse livro seria: “O destino pode nos surpreender”; E “Uma Curva na Estrada” prova isso.

A história se passa na cidade de New Bern, onde o subxerife da cidade, Miles Ryan, perdeu sua esposa, Missy, em um acidente de carro; Eles tinham sido aquele casal que poderia ser classificado como perfeito, começaram a namorar no colégio, casaram e tiveram um filho: Jonah. Tudo ia bem, até o dia do acidente. Tudo na vida Miles mudou, inclusive ele, que se tornou um homem “duro”, que almejava por vingança. Ele só não se afundava tanto nos seus pensamentos, pois tinha Jonah para criar.

Dois anos após a morte de Missy, ninguém nunca soube quem estava dirigindo o carro naquela tarde, todas as pistas encontradas no dia não levavam a lugar algum. Mas, mesmo assim, Miles nunca esqueceu o que havia acontecido e ainda estava disposto a encontrar o assassino da esposa.

Com tantos “problemas”, acabou que o subxerife não percebeu que seu filho não estava muito bem na escola, até Sarah Andrews, professora de Jonah, entrar em contato com ele. Ela explicou que seu filho estava “atrasado”, mas esse atraso era compreensível e que tinha como recuperar.

Com o passar do tempo Miles e Sarah acabam se apaixonando e vivendo um romance, mas ela tem segredos no seu passado, e tem medo que ele não os aceite, ela tem medo de que quando ele descubra a verdade ele acabe a abandonando. Mas, ainda assim eles vivem uma bela história juntos, apaixonados e felizes. Até que o assassino de Missy volta a aparecer, e a vontade de vingança de Miles volta…

Então, eis que surgem duas perguntas importantes: Quem matou Missy? E que segredos Sarah está escondendo?

O livro é narrado em terceira pessoa em quase toda a história, mas alguns dos capítulos esse narrador nos conta um pouco da sua própria história, para que assim a gente possa saber quem é. Chega uma parte do livro que achamos que descobrimos quem é esse narrador misterioso, depois ocorre outra coisa que nos deixa na dúvida, até que, FINALMENTE, esse narrador é revelado…

A história é basicamente essa, não posso falar nada mais para vocês, pois não quero estragar a história do livro, não estou aqui para dar spoiler, mas digo: Se preparem para grandes surpresas no decorrer da narração.

Bom… Espero que vocês gostem, deixem opiniões nos comentários e até a próxima. Beijos.

Jusley A.

O que estou lendo…

Oi gente, boa tarde… Então, FINALMENTE, irei começar a colocar postagens aqui no blog. E para inaugurá-lo, irei dizer a vocês “O que estou lendo…”

Bom, a uns 3 dias atrás (ou 4, não lembro bem), eu comecei a ler este livro:

Sinopse: Cassie Madison fugiu de Walton, Geórgia, para Nova York quando soube que sua irmã, Harriet, e seu amor, Joe, tinham-na traído e iam se casar. Ao chegar em Manhattan, sua ideia era se reinventar, mergulhar de cabeça na carreira e até mesmo perder o sotaque provinciano. Tudo para apagar seu passado marcado pela traição e por uma família que não lhe tratara com o devido cuidado. Mas, numa noite, um único telefonema de sua irmã trouxe de volta tudo que ela pretendia esquecer. Com o pai muito doente, ela foi obrigada a fazer a viagem de volta e, enquanto arrumava as malas, seus maiores medos eram que o pai morresse sem que ela pudesse estar com ele e… encontrar a família feliz que Harriet e Joe tinham construído. Já em Walton, Cassie percebe que enfrentará uma imensa batalha particular, porque, afinal, ela não consegue deixar de amar seus sobrinhos — e nem deixar de se sentir em casa, naquela cidadezinha de sua infância. Enquanto se divide entre o rancor e a esperança, velhas e queridas lembranças e uma mágoa insustentável, o destino arrumaria uma forma de aproximá-la do que realmente importa: o verdadeiro amor.

Estou amando esse livro, todas as expectativas que eu tinha sobre ele estão sendo superadas. Para mais detalhes dele clique aqui para ver a resenha do livro. Beijos.. (:

Jusley A.

Aviso…

Oi pessoal… Estou aqui para avisar a vocês que não se assustem ao ver o blog sem nada, estarei colocando em breve novo conteúdo nele. Ainda não coloquei nada porque eu estou fazendo todas as “edições” possíveis no “Louca por viver” antes de começar a, finalmente, postar conteúdos para vocês. Então, não se assustem e até breve… Beijos.

Jusley A.