Top 5: Nickelback

Finalmente chegou o grande dia de colocar o segundo Top 5. E o cantor (ou banda, melhor dizendo) da vez será: NICKELBACK (\o/\o/)

Número #1: Photograph

Assumo: Não escutava muito as músicas deles (só ouvia falar). Mas, depois de assistir ao show que eles fizeram no Rock In Rio do ano passado, acabei me interessando em ouvi-los mais. Assim, fiz o download de algumas músicas deles (17, para ser mais exata). E dentre elas, estava “Photograph” que, particularmente, é minha favorita (nenhum motivo especial, só acho uma música legal). Por isso, aqui está ela:

“[…] Se eu pudesse reviver aqueles dias, eu sei que uma coisa nunca mudaria.” 

Número #2: Far Away

Acho que não poderia faltar essa, além de ser uma música linda, é a favorita de uma amiga (Vitória R., dona do blog Uma Tal Leitora), e na época que a conheci fiz a pergunta: “Qual a sua música preferida?”. E, sem hesitar, ela respondeu: “Far Away”.

Escutei a música e gostei, então, pode se dizer que Vitória me (re)apresentou a Nickelback, portanto, essa canção, de forma alguma, poderia faltar nesse Top 5. E aqui está:

“[…] Eu te amo, eu sempre te amei, e eu sinto sua falta. Estive tão longe por muito tempo. Eu continuo sonhando que você estará comigo, e você nunca irá embora. Paro de respirar se eu não te ver mais.” 

Número #3: Never Gonna be Alone

Essa música é perfeita, e quando a escutei pela primeira vez nem sabia que era deles (tinha ela no meu celular e nem fazia ideia que quem cantava eram eles, só depois de um tempo quando fui olhar o cantor/banda, que descobri que era: NICKELBACK, kkk).

Confiram:

“[…] Você nunca vai estar sozinha, deste momento em diante. Se você se sentir que está partindo, não vou deixar você cair. Você nunca vai estar sozinha. Vou te segurar até a dor passar.” 

Número #4: Animals

Foi difícil escolher as duas últimas, fiquei em dúvida entre outras, e como não sou nenhuma especialista em Nickelback, pedi ajuda a duas pessoas importantes para mim: Victor e Brendha, meus primos (). E esta, foi a música escolhida por Victor (também gosto dela):

“[…] Não, nunca vamos desistir, não há nada de errado nisso. Estamos só agindo como animais. Não, não importa onde vamos. Porque todo mundo sabe, somos como um casal de animais.” 

Número #5: How You Remind Me

E por último, a que Brendha “escolheu” (uma das que ela escolheu kkk).

“[…] Não que você não soubesse. Eu disse que te amo e juro que ainda amo. Deve ter sido tão ruim, pois viver comigo deve ter quase te feito morrer.” 

E antes de terminar, quero deixar claro que a ordem que as músicas se encontram aqui, não significa nada, todas elas mereciam o primeiro lugar. Mas, isso não é possível, então ficou dessa maneira.

Espero que tenham gostado das escolhas (principalmente você, Vitória R., já que você ama tanto eles, kkk, sua opinião será importante). E agora é com vocês: Qual a sua música favorita de Nickelback?

Até o próximo Top 5 que será de: CHARLIE BROWN JR. \o/

Beijos…

Jusley A.

Anúncios

Resenha: Louco por Viver

Sinopse: Em uma época em que é tão comum se sentir perdido, vemos que a infelicidade e o desânimo se tornaram as coisas mais democráticas do mundo: quase ninguém escapa deles. Tanto para os jovens quanto para quem já tem mais experiência, é comum sentir que a empolgação muitas vezes se perde nos cantos do cotidiano e da rotina. Tem gente que não acredita mais em amor, desejo, prazer de viver a vida. Chega um momento da vida no qual descobrimos que o prazer de viver não é algo que se compra, nem se encontra no fundo de uma sacola de roupas ou naquele pedaço de bolo de chocolate. Falta… paixão. Em seu novo livro, Roberto Shinyashiki não promete nada, só toda a felicidade do mundo. Isso mesmo, você leu certo. Em algum momento, nossa loucura e nossa paixão podem ter se perdido, mas uma vida prazerosa e cheia de energia é um desejo da alma que não pode ser ignorado por muito tempo. Aqui você é convidado a realizar o impossível: aquele projeto que sempre viveu guardado no coração, o emprego dos sonhos, o relacionamento que faz andar nas nuvens. Entenda como tudo isso está só esperando pelo seu primeiro passo e deixe o autor mostrar como dar esse salto. Descubra que você tem tudo para ser louco por viver. A vida não é uma, a vida é muitas. E a sua está prestes a se reinventar.

Título: Louco por Viver
Autor: Roberto Shinyashiki
Páginas: 184
Ano de Lançamento: 2013
Editora: Gente

Olá! (:

Finalmente, chegou o grande dia de colocar a resenha do livro que inspirou o blog: “Louco por Viver” de Roberto Shinyashiki.

Sinceramente, foi até um pouco complicado de escrever algo sobre ele, não por ser um livro complicado, estava longe de ser isso. Na verdade, é um livro bem simples e maravilhoso. Porém, ficava pensando: “Como ‘falar’ de um livro de autoajuda?”, vocês podem até pensar: “Nem deve ser tão difícil, afinal, é só falar sobre o que/em que ele tenta te ajudar.” Mas, eu discordo (desculpa :/), pelo simples fato do qual: Ao ler este livro duas vezes, em cada uma delas obtive uma ajuda diferente.

Na primeira vez que li, Roberto me ensinou que é preciso ver o lado bom das coisas (Você já parou para pensar que por trás de todo problema, existe um lado positivo? Que existe um bom motivo para o problema ter surgido? Veja o lado positivo de tudo, SEMPRE!), tornando os problemas, os acasos, que viessem a ocorrer, mais fáceis de lidar.

Já na segunda leitura, ele me ensinou que é preciso perdoar, e se redimir dos erros. É importante para você, assim como, para pessoa que você magoou (ou aquele que um dia te machucou). “Mas, Jusley e se não me perdoarem?”, paciência, é a vida. Pense que você fez a sua parte, e que foi muito melhor do que aquele que não te perdoou.

E agora? Sobre o que devo falar? Se a cada vez lida, aprendi algo diferente. Na verdade, é isso que acho, cada um é “ajudado” de forma diferente, tudo depende da ajuda que você precisa no momento que ler (a cada nova leitura, uma nova aprendizagem).

Entretanto, (claro, que não iria só falar isso sobre ele), separei algumas partes (lições) do livro para vocês, as melhores, em minha opinião, claro:

“Seja sempre um louco por viver, intensamente. Completamente.” (pág. 15)

“Procurar segurança faz parte da sua razão, mas correr riscos faz parte da as busca pela liberdade de ser feliz.” (pág. 20)

“Por isso, digo a você: arrisque viver suas emoções.” (pág. 86)

“Não é o que você faz, mas como faz.” (pág. 113)

“Faça acontecer o que você quer de verdade.” (pág. 127)

 “Nunca deixe que as pessoas pequenas o convençam de que seus sonhos são muito grandes. É importante lembrar que cada um conhece o caminho para a própria felicidade, pois ela é única e exclusiva.” (pág. 177)

“Quando você tem uma perda, é preciso aceitar e chorar a sua tristeza, mas depois levantar os olhos e ver que ainda existem muitas aventuras para viver e ser feliz, e comemorar essas oportunidades.” (pág. 178)

“Os mais felizes são justamente os que acreditam mais, mas também erram mais, simplesmente porque tentam mais vezes.” (pág. 170)

Essas foram algumas das muuuuuuitas “lições” que o livro trás (foi até difícil escolher “as melhores”).

E qual o motivo dele ter sido minha inspiração? Acho que minha vontade de me tornar uma louca por viver intensamente e completamente, já é um bom motivo. Mas, outra razão seria que todos deveriam ler esse livro, todos deveriam saber o que Roberto tem para nos dizer, então nada melhor do que colocar o nome de um livro tão perfeito como o nome do meu blog, assim, fazendo com que alguns se interessem em lê-lo. (Mas, assumo que livros de autoajuda não são meu forte, esse foi o único lido (e relido) sem ter nenhum “problema”. Kkkk)

Espero que tenham gostado, até a próxima queridos loucos pela vida (vou começar chamar vocês assim :P ). Vivam intensamente e completamente, e como a frase no layout diz: “Para ser feliz só precisa ser louco por viver!” (pág. 135). Então, se torne um “Louco por Viver”.

Beijos…

Jusley A.

Novidade *—*

Então gente, bom dia, aqui está a grande novidade (ou ideia) que eu tinha dito a vocês… Agora o nosso blog irá ter um logo (ícone, imagem própria, enfim, como queiram chamar).

O desenho foi feito por Duarte…

Desenho Original

… E eu vetorizei (demorou, deu trabalho, mas vamos ser sinceros, valeu a pena :P )

Resultado Final

O que vocês acharam?

Mas, não acaba por aí… Já viram como ficou o layout do blog ()? E aí, aprovado? Espero que gostem…

Por enquanto é só, mais tarde RESENHA do livro que inspirou o blog \o/, aguardem.

Beijos…

Jusley A.

Top 5: P!nk

Olá gente… Boa Tarde!!!

Depois de muito tempo sem colocar nada, estou de volta \o/.

Mas, esse tempo que fiquei sem colocar nenhum post, me fez ter boas ideias para o blog (em breve vocês saberão a ideia principal). E uma delas foi criar um “Top 5” das melhores músicas de alguns cantores (na minha opinião, claro).

E o primeiro cantor, na verdade primeira cantora, não poderia deixar de ser nada mais, nada menos que: P!NK () (assumo que, ultimamente, estou meio que viciada nas músicas dela :x ).

Então, eis o “Top 5: P!nk”…

Número #1: So what

Serei suspeita de falar qualquer coisa sobre ela, mas vamos lá. Por que “So What” está em primeiro lugar? Pelo simples fato de ter sido a primeira música dela que escutei (sim eu lembro. Estranho, né? O.o). Acho, particularmente, uma música divertida.

“[…] E adivinhe só, eu estou me divertindo mais agora que terminamos. Eu lhe mostrarei essa noite. Eu estou bem, muito bem e você é um idiota.”

Confiram:

Número #2: Just Give Me A Reason

Não tem nenhum motivo especial, para ela está em segundo (na verdade, a partir daqui foi meio que aleatório, senão todas estariam em primeiro :P ).

(No curso de inglês, a professora passou um exercício com essa música, tipo: enlouqueci kkkk.)

“[…] Dê-me apenas um motivo. Só um pouquinho já basta. Só um segundo, não estamos quebrados, apenas curvados. E podemos aprender a amar novamente. Está nas estrelas. Foi escrito nas cicatrizes dos nossos corações. Não estamos quebrados, apenas curvados. E podemos aprender a amar novamente.”

Confiram:

Veja também o post: Clipe: Just Give Me A Reason, lá têm o clipe legendado.

Número #3: Fuckin’ Perfect

Quem nunca “recebeu” uma ajuda ao escutar essa música? (Eu já)

Música, simplesmente, perfeita!

“[…] Você é tão mau quando fala sobre si. Você está errado. Mude essas vozes, na sua cabeça. Faça eles gostarem de você dessa vez. Tão complicado. Olha como estamos conseguindo.”

Confiram:

Número #4: Try

Tive uma dúvida cruel entre Try e Blow Me (One Last Kiss), por fim, acabei escolhendo Try. Porque, dentre todas, ela não poderia faltar (eu e minha prima amamos essa música).

“[…] Engraçado como o coração pode iludir, mais do que apenas algumas vezes. Por que nos apaixonamos tão fácil? Mesmo quando isso não é certo.”

Confiram:

Número #5: Is This Thing On?

Não poderia faltar a mais nova música dela, que não está saindo da minha lista de músicas favoritas…

“[…] Como podemos manter este novo, como faço para mantê-lo dentro de mim, dentro de mim. Sem fingir também? O que nós temos que tentar quando tudo é muito solto? ‘Porque sempre é só eu e você, mas é a coisa mais difícil, coisa mais difícil de fazer.”

Confiram: (Infelizmente, a música não tem clipe :/, mas, está aí um vídeo)

Por hoje, é só, espero que vocês gostem das músicas que eu escolhi (mas, não deixem de olhar as outra também). Mas, quero saber de vocês, qual sua música favorita de P!nk?

Até o próximo Top 5, que será de… NICKELBACK!!

Beijos…

Jusley A.