Top 5: Coldplay

Tenho um carinho especial por eles, vamos dizer que me identifico muito com algumas músicas deles. Além disso, as letras das canções são incríveis (ou seria melhor dizer: perfeitas?); e assim que Guy Berryman (baixo), Jon Buckland (guitarra) e Will Champion (bateria) começam a tocar, você já não consegue prestar atenção em mais nada, somente na melodia. Mas, quando Chris Martin canta, não adianta fugir, você já amou a música.

E foi exatamente isso que aconteceu comigo nessas músicas. Tenho certeza que pelo menos uma delas você vai amar (ou já ama).

Número #1: Strawberry Swing

Várias outras músicas poderiam estar aqui, sei que muitos podem discordar dela aqui. Mas, na minha opinião, “Strawberry Swing” não poderia faltar. Quando penso em Coldplay, lembro logo dessa música (não somente ela). E o clipe dessa música é lindo (muito criativo).

“[…] Eu não posso esperar amanhecer. Não queria mudar nada.” 

Número #2: Fix You

“[…] Quando você faz o seu melhor, mas não tem sucesso. Quando você recebe o que quer, mas não o que precisa. Quando você se sente tão cansado, mas não consegue dormir. Preso em marcha -ré. E as lágrimas escorrem pelo seu rosto, quando você perde algo que não pode substituir. Quando você ama alguém, mas isso se desperdiça. Poderia ser pior?” 

Número #3: The Scientist

“[…] Ninguém disse que era fácil. É uma pena nós nos separarmos. Ninguém disse que era fácil. Ninguém jamais disse que seria tão difícil assim. Oh, me leve de volta ao começo.” 

Número #4: Clocks

“[…] Confusão que nunca acaba. As paredes que se fecham e os relógios que fazem barulhos. Vou voltar e te levar para casa.” 

Número #5: Yellow

“[…] Sim, sua pele e seus ossos. Transformaram-se em algo bonito. Você sabe? Você sabe que eu te amo tanto.” 

E esse foi o “Top 5: Coldplay”, vocês podem dizer: “Mas, Jusley, não teve nenhuma música do CD novo.” E explico o porquê, o motivo é simples: a única música que escutei do novo CD foi “Magic” (não tive oportunidade de escutar as outras). Gosto dela, porém, tinha muitas outras que (eu) gostava e não iria colocar ela só para “dizer” que coloquei uma música nova.

Preferi essas, mas, lhes digo: Foi muito difícil a escolha, até hoje não tinha tido tanta dúvida. Então, vou dizer quais foram as outras músicas que pensei em colocar : In My Place, Green Eyes, Viva La Vida, Paradise…

Então é isso, espero que gostem da escolha, e deixem nos comentários qual a sua música favorita de Coldplay. (:

E como de costume o próximo Top 5 será, a pedido de uma seguidora do ig @loucaporviver: BEYONCÉ. Aguardem… (;

Beijos…

Jusley A.

Anúncios

Resenha: Entre o Agora e o Sempre

EAES

Hoje é o primeiro dia do resto das nossas vidas. […] . Nossa história acabou, sim, mas nossa jornada não, porque nós vamos viver entre o agora e o sempre até morrer. (Andrew)

 
 
 
 
 
 
 

 

Título: Entre o Agora e o Sempre
Título Original: The Edge of Always
Autor: J. A. Redmerski
Páginas: 304
Ano de Lançamento: 2014
Editora: Suma de letras

E aqui estamos nós novamente falando da história de Andrew & Camryn. Antes de começar a resenha, alguns recadinhos:

1)      Se você nunca leu o primeiro livro, nem continue lendo essa resenha, porque vai ter spoiler de “Entre o Agora e o Nunca” (Vai ter spoiler dele não porque eu queira, mas sim porque não tem como falar do segundo sem mencionar NADA do primeiro. Se não falasse nada, acabaria se tornando uma resenha vaga). Caso queira saber como começou a história de Andrew & Camryn clique aqui e veja a resenha;

2)      Vocês já leram “Entre o Agora e o Nunca”? Então parabéns podem continuar lendo esse post tranquilamente, pois não haverá spoiler de “Entre o Agora e o Sempre”; (;

3)      E por último, o mesmo recado que havia dado na resenha do primeiro livro. Assim como o primeiro, ou você vai amar ou odiar (como já foi explicado na resenha anterior), e não ache que você vai encontrar um livro que segue os “bons costumes”, pois não vai. Ele contém palavrão, sexo e jovens tentando viver de uma forma diferente da que é imposta pela sociedade, caso você não goste de alguns destes temas, possivelmente, você acabará entrando no time dos que odeiam esse livro.

Pois então, dito estes 3 recadinhos, e se você “passou” por todos eles, pode seguir lendo tranquilamente. (:

Andrew e Camryn continuavam felizes; Ele havia se recuperado da cirurgia, ela havia feito o complemento da tatuagem (o Orfeu), estavam noivos e esperando seu primeiro (ou primeira) filho (a). Tudo estava bem, eles estavam felizes.

Melhor dizendo: aparentemente bem. Nem tudo são flores e, a maioria dos autores, gosta de reforçar essa ideia. Mas, não precisam se preocupar Andrew e Camryn ainda se amam (e muito) e o bebê deles está bem. O “problema” é Camryn, que (novamente) está guardando seus problemas só para ela e, assim como em “Entre o Agora e o Nunca”, isso não acabará muito bem.

Daí que entra Andrew. No primeiro livro quando Cam não aguenta mais seus problemas ela decidi que fugir seria a melhor solução para resolvê-los. Mas, dessa vez Andrew não vai deixar. Ele vai ser o “suporte” dela, ele que vai ajuda-la a superar todas as dificuldades que ela estava enfrentando. Para que assim eles vivam felizes.

Enquanto em “Entre o Agora e o Nunca” temos grande parte do livro narrado por Cam, em “Entre o Agora e o Sempre” grande parte dele é narrado por Andrew. O livro continua empolgante como o primeiro. E autora conseguiu por um “fim” na história, claro que eu gostaria de ler mais um pouco sobre eles, mas aí o “encanto” que existia nos dois livros iria acabar, pois, história demais acaba se tornando cansativo e enjoado.

E, eu sou a primeira a dizer que não quero que esses livros perfeitos se tornem chatos, por esse motivo, fico feliz com o fim da história em “Entre o Agora e o Sempre”.

Então deixo aqui minha opinião sobre a continuação de “Entre o Agora e o Nunca”: ele conseguiu ser perfeito como no primeiro, mas, não consigo escolher qual o melhor entre os dois (caso vocês queiram saber), ambos estão em um mesmo nível. Amei os 2 da mesma forma. Assim, não posso (nem que eu quisesse) escolher somente um deles.

Por fim, deixo uma dica: Se você tem mania de olhar o último capítulo, última folha, última palavra, enfim… Não olhem, pois, se vocês olharem irá estragar o final do livro (estarão dando spoiler para si mesmo). Isso é um conselho: NÃO OLHEM!

Bom é “só” isso, espero que gostem (assim como eu) desse livro. E peço-lhes desculpas, porque mais uma vez foi difícil escrever uma resenha de uma história que amei, espero ter conseguido atingir meu objetivo. Então, beijos e até a próxima…

Sinopse: Você pode conferir aqui.

Jusley A.

Top 5: A Culpa é das Estrelas (Especial)

Olá pessoal, tudo bem com vocês? (:

Quem acompanha o blog viu que no dia 06 de junho de 2014, eu publiquei que iria ter a “Semana ACEDE” aqui também (pois, teve a #semanaacede no facebook e no insta). Porém, tive uns probleminhas com a internet semana passada, e não tive como postar nada sobre ACEDE. Maaaaas, tudo já foi resolvido, e antes tarde do que nunca.

Logo, eu apresento a vocês o “Top 5: A Culpa é das Estrelas (Especial)” \o/

Todas as músicas aqui listadas foram escolhidas por mim e por minha amiga, Milena (Obrigada! (; ). Espero que gostem…

Número #1: All Of The Stars – Ed Sheeran

“[…] É apenas mais uma noite. E eu estou encarando a lua. Vi uma estrela cadente e pensei em você.” 

Número #2: Tee Shirt – Birdy

“[…] Quando eu te vi, todo mundo soube, que eu gostei do efeito que você teve em meus olhos. Mas ninguém mais ouviu o peso de suas palavras, ou sentiu o efeito que elas têm em minha mente. Estou me apaixonando.” 

Número #3: Let Me In – Grouplove

“[…] Me deixe ficar mais perto. Levanto minhas mãos, como se estivesse em uma montanha-russa.” 

Número #4: All I Want – Kodaline

“[…] Pois você trouxe vida ao melhor de mim. Uma parte de mim que nunca tinha visto. Você pegou minha alma e a limpou. Nosso amor parece feito para as telas de cinema.” 

Número #5: Simple As This – Jake Bugg

Essa é uma das preferidas de Milena, por isso, ela está aqui.

“[…] Eu caí, fui arrasado, fui derrotado, e em todo o tempo você esteve aqui.” 

#EXTRA: What You Wanted – One Republic

Se você procurar pela trilha sonora de ACEDE você não encontra essa música, mas ela está no trailer (não lembro se ela também está no filme :/ ). Como gostei muito dela, e não consegui achá-la na “lista” da trilha sonora, decidi por como “Extra”.

“[…] Eu vou encontrar os lugares onde você se esconde. Eu serei o amanhecer na sua pior noite.” 

No próximo Top 5 voltamos com o que estava programado, ou seja, será o “Top 5: Coldplay”. Aguardem…

E aí, quem já assistiu o filme? Qual música da trilha sonora vocês mais gostaram? Mandem a opinião de vocês. *-*

Beijos…

Jusley A.