Bate-Papo…

Iaê, gente, tudo bom?

Decidi trazer um bate-papo um pouco sério hoje. Mas antes vou contar a história que tem por traz disso tudo, então senta que lá vem história rsrs

Há muito tempo atrás, quando eu era mais nova (praticamente até os meus 16-17 anos), eu era acima do peso. Não era obesa, mas estava acima do peso (e isso era notável). Isso me afetava muito porque eu sempre me sentia insegura e achava que todo mundo estava me olhando e julgando (muitos realmente ficavam assim, outros fingiam que não). Basicamente eu me achava feia, que todo mundo ficava mangando/rindo da minha cara e eu só queria me esconder.

Pior que sempre me escondia da pior forma possível, acho que assim acabava chamando mais atenção: Usando roupas largas (roupas até masculinas), vivia de cabelo preso e sempre olhando para baixo. Enquanto você é criança, ninguém liga se você é acima do peso, as crianças (seus amigos) não julgam, elas só querem brincar. Se você sabe brincar, você será um bom amigo. Mas quando você vai crescendo, tudo muda. Você vai virando o centro das atenções, em alguns casos, e muitos, muitos mesmo, vão te julgar pela sua imagem, pelo seu físico. Então não basta ser legal, tem que se encaixar nos parâmetros daquela pessoa.

Por muito tempo achava que não me encaixava em nada, não sei se vocês já viram aquela piada que rola pelas redes sociais dizendo: “Todo grupo de amigos tem a estranha. E essa sou eu!”. E eu acreditava fielmente que eu era a estranha do grupo rsrs. E claro que isso não me fazia bem, então decidi mudar. Não pra me encaixar em algum parâmetro ou para conseguir ser amiga de alguém, decidi mudar porque percebia que esse era o melhor para mim. Então, no final de 2011 comecei a ir pra academia (se não me engano cheguei até ir para nutricionista). Fui certinho durante 6 meses e consegui emagrecer 10 quilos. Sim, 10 quilos (quem me conheceu depois de ter perdido esses 10kg talvez nem acredite rsrs). E quando descobri que havia perdido isso tudo me senti uma pessoa muito realizada e feliz comigo mesma. Só que, naquela época, tive que escolher: Estudar para o ENEM ou continuar na academia? 2012 foi o ano em que tive que prestar vestibular pela primeira vez, muitos de vocês já devem ter percebido que troco tudo pelos meus estudos. Então a escolha seria óbvia, parei de ir para academia. Muitos devem tá se perguntando: “Tá, mas para quê eu quero saber disso?”, calma, eu tenho um propósito rsrs.

Fiquei quatro anos sem ir pra academia, mas decidi voltar esse ano (dia 23/05/2016, para ser mais exata), por que eu voltei? Porque, depois de quatro anos, voltei a engordar e voltei com algumas inseguranças (e era óbvio que essas inseguranças estavam sendo causadas por causa que estava engordando). Claro, não foi nada como antigamente (é bem claro e visível que não é como antigamente), não estou acima do peso, ainda estou no meu peso ideal, mas decidi voltar logo antes que piorasse (piorasse? Sim, minha família tem grande tendência de engordar com facilidade e nem sei como consegui manter meu peso durante quatro anos sem fazer nada).

Mas por quê estou falando isso? Porque algumas pessoas podem achar que estou fazendo isso para entrar em uma modinha ou para seguir parâmetros de beleza (que discordo de muitos deles). Não é isso, voltei à ir pra academia pelo meu bem estar, porque eu me olhava no espelho e não gostava do que estava vendo, porque eu queria me livrar das inseguranças que estavam voltando, por isso estou indo pra academia. E é isso que quero dizer nessa postagem longa: Não existe padrões de beleza (todos estão cansados de saber, mas não estão cansados de seguí-los).

O que existe é se você está se sentindo bem ou não consigo mesmo. Se você se olha no espelho e fica feliz com a imagem que está sendo refletida, pronto, seja feliz. Não vá atrás de algum tratamento ou seja lá o que for só para “satisfazer” algum parâmetro que alguém (ou até mesmo a mídia) impôs. Continue do jeito que você está se você estiver feliz.

Porém, se quando você se olha no espelho não se sente feliz com o que vê, vá atrás do que você acha que seja melhor pra você. Mas só se isso for para TE FAZER FELIZ, senão, não faça nada. Se por algum motivo ainda tenha um fundo de pensamento como: “Não me encaixo em nada”, ou você esteja fazendo isso porque fulana é mais bonita que você. Não faça nada, porque você está seguindo padrões e quando se segue padrões nunca encaixamos em nada porque nem sempre estamos fazendo aquilo que gostamos, só estamos fazendo por causa de algo ou alguém.

Se não for por isso, então faça. Vá atrás de médicos, procure saber o que é preciso fazer para se sentir melhor consigo mesmo. Quer entrar na academia pra perder aqueles quilinhos a mais? “Vamo” lá! A gente consegue. Acho que quando você faz algo só pelo seu bem estar, você recebe uma recompensa maior do quê a esperada. Mas se fizer isso por causa de alguém, nunca obtemos o que esperamos.

Vale lembrar que: Não faça nenhuma loucura, nenhum exercício exagerado, por exemplo, tenha acompanhamento de alguém. Nenhuma dieta louca funciona, nenhum exercício pesado funcionada, nada em exagero funciona. Tenha paciência, o resultado sempre vem.

Por hoje é só, espero que vocês gostem do nosso bate-papo. Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s