Doar o Cabelo!

Iaê, loucos, tudo bem com vocês?

Não sei se vocês sabem, mas eu tenho um ciúme enorme do meu cabelo, o meu ciúme é de um nível que eu corto meu cabelo no mesmo salão a mais de 6 anos e não consigo cortar com mais ninguém. Sendo que várias vezes já tive vontade, mas como a minha cabeleireira já conhece o corte que eu mais gosto, o corte que fica perfeito em meu cabelo, não consigo cortar com mais ninguém. Sério, vocês também são assim? Eis o dito cujo:

Estou literalmente viciada em adornos para cabelo 😍

A post shared by Louca Por Viver (Jusley A.) (@loucaporviver) on

Meu cabelo é volumoso e ondulado (como a foto acima que postei no instagram @loucaporviver a um tempo atrás, ele já está maior), mas assim, ele é muito volumoso e ele ainda é ondulado (isso não ajuda muito). Eu não sou o tipo de pessoa que curte cabelo MUITO volumoso EM MIM, acho lindo nos outros, mas em mim sempre acho que não combina. Por este motivo, meu cabelo sempre teve um corte do ombro para baixo (aquela história de: “Quanto maior o cabelo menor o volume”, é pura verdade!). Já tive cabelo curto e, meu Deus, foi a pior coisa que fiz naquela época (meu cabelo nem tinha formato, não sabia se ia ficar cacheado ou se ia ficar liso, se grande ele já tava feio, curto ficou pior. E se já não cuido direito dele hoje em dia, naquela época era pior, sério, ficou ridículo). Mas, este ano, decidi que iria doar o meu cabelo!

(Imagem encontrada no google)
(Imagem encontrada no google)

Sim, vou correr o risco de ter cabelo curto de novo rsrs. E vocês devem estar achando que sou doida, podem estar pensando: “Como a pessoa tem cabelo volumoso e que quando teve cabelo curto ficou ridículo, vai doar?”, também não sei, me faço essa pergunta diariamente rsrs. Brincadeiras a parte, eu sei exatamente o que me levou a querer doar e minha esperança é que, depois de lerem essa minha postagem, eu consiga convencer a mais alguém a se juntar comigo nessa missão de deixar o cabelo crescer para doar.

O cabelo é, muitas vezes, a identidade de uma mulher, ele a faz se sentir mulher, mas por algum motivo ela acabou perdendo e sabemos que isso é horrível para qualquer uma. É só se imaginar perdendo o cabelo por algum motivo, como você se sentiria? Essa pergunta foi um dos motivos que me fizeram querer doar o cabelo. Outro motivo foi que, graças a Deus, eu tenho um cabelo saudável e sei que ele vai crescer de novo, mas e quem não tem? Quem não tem um cabelo crescendo saudável? Então, decidi, vou doar o que eu tenho de muito (e coloque muito nisso) para quem precisa mais do que eu. O meu cabelo vai crescer, então vou doar e devolver a identidade, a felicidade de alguma uma mulher.

“Mas o que eu tenho que fazer caso queira doar também?”, bom, primeiramente seu cabelo tem que estar natural, ou seja, sem nenhuma química. Se o seu está natural (ou virgem, como queiram chamar), vem a questão do tamanho dele e isso depende de instituição para instituição, porém, a maioria delas, aceitam que eles tenham um comprimento entre no mínimo 10 a 20 centímetros (claro que pode ser maior que isso, só não pode ser menor que 10). E como você sabe o comprimento do seu? É bem simples, meu cabelo, por exemplo, é cortado em duas camadas pequenas já mais para as pontas dele então, quando eu for medir o meu, devo medir de acordo com a MENOR camada dele, quando a MENOR tiver com 10 centímetros ou mais, eu já posso doar (a última vez que medi, estava mais ou menos com 7 centímetros).

Isso que você precisa saber em relação ao seu cabelo. Depois disso, procure instituições que aceitem doações de cabelo e veja quais são as “regras”. Eles irão informar qual o tamanho para tal e como deve proceder na hora do corte. Acho que todas devem seguir os seguintes passos para o corte: Com o cabelo SECO, o cabeleireiro deve amarrá-lo com um elástico (de modo que tenha os 10 cm) e fazer o corte. Caso a instituição que você escolheu não seja da sua cidade, ou seja, vai ter que enviar para algum outro lugar, o cabelo deve ser colocado em um saco plástico e enviado para o local que você escolheu. É importante lembrar que, apesar de ser óbvio, esse cabelo não deve tocar o chão, cabelos no chão não serão úteis.

Depois disso tudo, peça a seu cabeleireiro arrasar no corte para que você também fique linda. E, caso você acabe não gostando, sei que você irá saber se virá. Lembre-se que o seu cabelo está sendo usado para fazer alguém se sentir bem, para uma mulher se sentir feliz e tem coisa melhor do quê isso? (Mas tenho certeza que o seu cabelo ficará lindo!)

Então, quem vai se juntar comigo nessa boa ação? Ah, direi quando irei cortar (vai ser só no final do ano, quero que ele esteja BEM grande) e depois farei uma postagem contando minha experiência e, claro, reforçar a ideia de que doar cabelo é importante.

P.s.: Existe a “Fundação Laço Rosa” que aceita doações de cabelo, só que não sei se ela aceita doações via correio. Mas vale conferir o site deles clicando aqui.

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2

Anúncios

2 comentários em “Doar o Cabelo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s