A geração de mulheres ‘inamoráveis’!

Iaê, gente, tudo bom?

Hoje não vou trazer um texto da minha autoria como nas outras vezes, desta vez trago um texto que uma amiga minha me mandou e que achei muito legal, espero que vocês também gostem e (quem sabe) se identifiquem. Ah, o texto original vocês encontram clicando aqui

Uma vez, num bar, ela disse-me: “Neste mundo existem pessoas ‘inamoráveis’, e eu sou uma delas”.

Aquilo intrigou-me durante toda a noite… uma palavra fora do dicionário que ela usava para se descrever, e porquê? Observei-a enquanto ela, tímida, finalizava mais um copo de cerveja. Eu estava com ela havia quatro horas, quatro horas onde conversamos sobre filosofia, arte, astrologia, cinema e viagens… Quando ela se dirigia ao empregado de balcão, o bar inteiro parava para vê-la… Tinha o seu carro, a sua casa e era do tipo que não dependia de ninguém, então porquê pensar assim? Ter-se-ia ela fechado para os relacionamentos?

Ela fez uma cara de entediada e chamou-me para caminhar enquanto fumava um cigarro, até à saída sorriu e cumprimentou toda a gente com aquele jeito danado de menina do mundo…

Aquilo tudo era muito pequeno e raso para ela, concluí eu.

Na rua todos passavam apressados, ela divertia-se com os animais abandonados, abaixou-se e entregou a sua garrafa de água para o morador da rua, explicou o endereço de um bar em alemão para um estrangeiro perdido que agradeceu com um sorriso, comprou chicletes de uma criança e na minha cabeça só ecoava: “inamorável”…

Foram horas a observar aquela mulher, até não me aguentar e voltar ao assunto… Eu queria entender melhor, eu queria uma definição como num dicionário. Então ela pegou na minha mão e puxou-me para um bar onde tocava uma banda de rock, ficou em silêncio por longos 30 minutos a observar tudo, até que disse:

– “Olha ao teu redor, estamos aqui já há algum tempo e durante esse tempo passou por nós uma mulher a chorar porque o seu namorado terminou com ela ontem e hoje já está com outra, pois ele acredita que pessoas são substituíveis… naquela mesa estão 10 pessoas e elas não conversam entre si porque estão nos seus smartphones. Talvez aquela mulher de vermelho seja a mulher da vida do rapaz de azul, mas ele nunca saberá pois é orgulhoso demais para tentar. Observa aquele rapaz de pólo no bar, é o terceiro copo de martini que ele toma enquanto olha para aquela loira, que por sua vez está a tentar chamar a atenção do vocalista que fingirá que ela não existe por causa da ruiva e da morena que ele pega em dias alternados, e ele não pode ficar mal perante as outras.

Olha ao teu redor, não fazemos parte disso, não somos rasos. Não fazemos mesmo parte disso! Entrámos sem telefone na mão, na expectativa de encontrar pessoas simpáticas e interessantes, com conversas interessantes, com relações reais e voltamos para casa sozinhos, somos invisíveis num mundo de estatutos onde as pessoas não vão querer-te porque tu moras longe, ou porque não gostam da tua cor de cabelo ou porque tu não curtes os Beatles, acontece tudo tão rápido que as pessoas estão com preguiça de fazer o mínimo de esforço para conhecer realmente alguém. Eu passo por essa legião como um fantasma pois eles estão ocupados demais para ver quem está ao redor enquanto procuram alguém no tinder.

E eu importo-me? Não mais. Sou inamorável porque não me importo com nada disso. Não me importo com nenhum desse estatuto, não me importo em quanto tempo levo para conquistar a pessoa, se ela realmente vale a pena, não me importo se terei que atravessar a cidade para vê-la quando tiver saudades e não me importo se ela me presentear com um convite para ir ver o show dos Beatles porque é importante para ela mesmo eu detestando a banda. Porque eu sou assim, e se antes era isto que procurávamos em alguém, hoje em dia somos considerados inamoráveis por mantermos o coração e a mente aberta.”

Naquele momento eu entendi-a, e apaixonei-me pelo mundo dela.

[Escrito por: Akasha Lincourt]

Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2

Top 10: Michael Jackson

Iaê…

Mês passado no dia 25 de junho fez 7 anos que o rei do pop, infelizmente, faleceu. Hoje, 7 anos e 1 mês, trago um top 10 com as músicas dele (mas poderia ter muito mais que 10) e tenho certeza que alguma delas (senão todas) também faz parte do seu top das melhores músicas dele. Espero que vocês gostem! (Não tem como não gostar).

Número #1: Thriller

“[…] Você escuta a porta bater e percebe que não há para onde correr, você sente uma mão fria e pensa se ainda vai ver o sol, você fecha os olhos e espera que seja tudo imaginação.”

Número #2: Love Never Felt So Good (feat. Justin Timberlake)

“[…] Pois, querida, o amor nunca foi tão bom e eu morreria se não fosse. Quando você me abraça, me abraça. Oh querida, o amor nunca foi tão legal e eu duvido que nunca foi meu. Quando você me abraça, me abraça e à noite vai ficar tudo bem. Preciso voar, preciso ver, não consigo acreditar, não posso mais aguentar.”

Número #3: Black Or White

“[…] Veja, não se trata de raças, apenas lugares, rostos. De onde vem seu sangue, é onde fica o seu lugar. Eu já vi o brilhante ficar mais opaco, eu não vou passar a minha vida sendo uma cor.”

Número #4: Billie Jean

“[…] As pessoas sempre me disseram ‘tenha cuidado com o que faz’ e não saia por aí quebrando o coração de jovens garotas. E minha mãe sempre disse tome cuidado com quem você ama e tome cuidado com o que faz pois a mentira se torna verdade.”

Número #5: Don’t Stop ‘Til You Get Enough

“[…] Você sabe que eu estava imaginando, você sabe se você pudesse continuar porque a força tem muito poder.”

Número #6: The Way You Make Me Feel

“[…] Eu gosto da levada do seu andar, seu falar, seu vestir, eu sinto sua febre a milhas ao redor, eu pegarei você em meu carro e nós vamos pintar a cidade. Apenas me beije querida e me diga duas vezes que você é única para mim.”

Número #7: Man In The Mirror

“[…] Se você quer fazer do mundo um lugar melhor, dê uma olhada em si mesmo e então faça uma mudança.”

Número #8: Bad

“[…] Bem, eles dizem que céu é o limite e para mim realmente é verdade, mas cara, você ainda não viu nada, espere até eu superar isso.”

Número #9: Beat It

“[…] Apenas caia fora, caia fora, caia fora. Ninguém quer ser derrotado mostrando quão covarde e forte é sua luta, não importa quem está errado ou certo.”

Número #10: You Are Not Alone

“[…] Mais um dia se passou e eu continuo sozinho. Como pode ser? Você não está aqui comigo, você não nem ao menos disse adeus. Alguém me diga por quê você teve que partir e deixar o meu mundo tão frio.”

E o próximo top que teremos é dos: The Pussycat Dolls!

Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2

Kit de sobrevivência à faculdade!

Iaê, meus loucos, tudo bom?

Passei o dia todo pensando em uma postagem legal para vocês, aí pensei: “Por que não falar do presente que dei a minha amiga?” E cá estou eu! rsrs

No dia 26 do mês passado, minha amiga fez uma festa de aniversário e queria dar um presente muito criativo, não gosto de dar qualquer coisa (quem gosta? rsrs), sempre gosto de pensar no que as pessoas gostam e tentar dar algo que sei que elas saberão que pensei nelas quando fiz e/ou comprei o presente. E, no caso da minha amiga, TINHA QUE SER ALGO CRIATIVO! Então, cheguei a conclusão que o presente mais criativo seria esse: um KIT DE SOBREVIVÊNCIA À FACULDADE rsrs.

Como sei que alguns de vocês vão começar ou vão voltar às aulas em breve, seria uma ótima ideia trazer 11 itens que julguei necessário para começar um período e conseguir enfrentar mais 6 meses de sofrência na universidade rsrs (nem todos eles estavam no presente que dei e/ou foram diferentes). Então, peguem papel e caneta para anotar os itens necessários para sobreviver à universidade!

Meu kit de sobrevivência diária.
Meu kit de sobrevivência diária. rsrs

#1 – Caixa ou Pasta

Talvez você ache que isso é supérfluo, mas, meu querido, te garanto que durante o período você vai amar ter uma caixa (ou pasta) onde você irá poder guardar todos aqueles “queridos” papéis que TODOS os professores inventam de dar (não sei de onde arrumam tanta apostila/listas de exercícios). No meu caso, uso os dois rsrs. Alguns dias levo uma pasta para faculdade e guardo alguns dos papéis nela, mas também tenho uma caixa com todas as outras folhas do período.

#2 – Caneta

Parece idiotice ter uma caneta, mas sério, não é. Todo universitário que se prese já perdeu e/ou esqueceu uma. Eu, por exemplo, já perdi e esqueci. Então SIM, pode ir atrás de uma caneta para esse período, amiguinho!

#3 – Biscoito

Vá por mim, tenha sempre um biscoito para te salvar, principalmente se você for ter horário “seguido”/sem intervalo.

#4 – Chá e/ou Café

Vai ser bom para se acalmar ou se manter acordado! Para mim nenhum dos dois serve rsrs.

#5 – Lenços

Nunca se sabe quando irá tirar nota baixa, né? rsrs OU, pra te ajudar naquela gripe chata.

#6 – Contribuição a bolsa Xerox

Comecem a juntar as moedinhas para as xerox, viu? Vão ser muitas (principalmente se você escolher algo da área de humanas ou biológicas).

#7 – Necessaire

Esse item, na verdade, é mais para as mulheres, MAS sei que tem alguns homens que são organizados e que levam uma necessaire (ou estojo, ou sei lá o quê) com alguns itens. Sério, meninas (e meninos), criem um pequeno kit de sobrevivência. Eu tenho logo dois rsrs, um para quando tenho que levar muitas coisas (o preto com “ROCK” na frente) e um pequeno para quando vou levar só o necessário (o amarelinho), mas sei que qualquer dia desses vou acabar levando os dois rsrs. Enfim, no meu tem: espelhinho, batom, escova de dentes e pasta — para quando vou passar o dia todo na faculdade —, uma toalhinha de mão, uma presilha — para prender aquele cabelo que insiste em cair nos olhos —, um elástico de cabelo, cortador de unha e, não menos importante, absorventes. Provavelmente estou esquecendo de algo, maaas, vida que segue rsrs.

#8 – Squeeze

Leve sua squeeze com água porque é sempre bom se prevenir. Principalmente se você estudar em alguma faculdade que tenha muitos animais, tipo gatos, e que suspeitam que eles bebem água nos bebedouros rsrs. A minha é um “extintor de sede” e, acreditem, já me pararam só para perguntar onde comprei a garrafinha rsrs (só que ganhei, então não tenho certeza onde foi. Porém ela é da “Uatt?” (amo essa loja) e provavelmente ainda deve vender pelo site, não sei ao certo).

#9 – Pendrive

Sério, tenha um pendrive sempre na bolsa. Você pode achar que não vai precisar, mas quando menos se espera alguém têm os slides daquele professor que só publica-os depois da prova e se você estiver sem o pendrive, o que fazer? Chorar! rsrs

#10 – Cabo USB

Se não tem pendrive, tenha sempre um cabo USB. Pelo menos poderá salvar os arquivos no seu celular e ainda pode carrega-lo. Mas cuidado, não coloque seu celular conectado em qualquer computador, principalmente aqueles que TODOS da faculdade tenha acesso. O meu cabo USB é esse rosinha que está perto do pendrive e que parece uma pulseira, ele foi da lojinha online no instagram: @nindy.acessorios, confiram lá (garanto, é útil e versátil rsrs).

Além disso, eu levo um cabo de rede porque ele sempre me ajuda quando o WiFi não funciona, porém, mesmo sendo muito útil para mim, não coloquei aqui como um item para sobrevivência porque nem todos fazem curso de computação, caso algum de vocês não saiba eu curso ciência da computação, e/ou estuda em uma faculdade onde o WiFi insiste em não funcionar SÓ no seu computador (o WiFi do dcomp — departamento de computação — tem preconceito comigo e nem sempre pega no meu notebook), por isso sempre que levo o notebook levo um cabo de rede (é o cabo amarelo perto da necessaire preta).

#11 – Um (a) amiga (a)

Por fim, mas não menos importante, é essencial ter alguém que te ajude a fugir do clima universidade de vez em quando, como é sempre bom ter alguém para te ajudar nas horas de desespero, ou para fazer aquele trabalho em dupla passado de última hora. Alguém que te acompanhará nessa sofrência diária, mas alguém que sempre irá te entender, além do mais, está na mesma situação que você. Então, tenha um amigo de sofrência sim! rsrs. Ele te acompanhará nos melhores e piores momentos e ficará com você até depois dessa sofrência (é o que se espera, é o que espero!).

Então é isso, meus loucos. Boas aulas para quem vai começar, boa sorte para quem já começou e: Não se desespere, no fim dá certo! rsrs

Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2

Bate-Papo…

Iaê, gente, tudo bom?

Sei que ando sumida e sinto muito, muito mesmo, por isso. Essa última semana não foi fácil, queria ter aparecido mais, porém, aconteceram algumas coisas que me fizeram me afastar e ainda tive prova essa semana na universidade (por incrível que pareça já tive prova). Mas então finalmente a semana acabou e novas esperanças e sonhos surgiram…

E é sobre isso que quero falar hoje: Sonhos! Não me recordo agora se já falei sobre esse tema por aqui, se já falei, falo de novo porque falar de sonhos é sempre bom. Concordam? Sonho é algo muito pessoal e que pode ser qualquer coisa desde aqueles mais fáceis de se alcançar até os mais difíceis, os que exigem mais esforço (como se vocês já não soubessem disso rsrs).

Desde abril (mais ou menos) estou com um sonho que pode ou não se realizar, caso aconteça vai ser uma alegria imensa, caso contrário, vida que segue, nem tudo é sempre como a gente deseja. Esse meu sonho não depende de mim, o que podia fazer para realizá-lo eu já fiz, para a realização dele preciso da aprovação de outra pessoa (na qual irei entender perfeitamente caso não tenha a aprovação dela). Vocês não imaginam meu nível de ansiedade para saber logo se ele irá se realizar ou não. E, caso realize, conto a vocês o que foi rsrs.

Por ter esse sonho tão perto de se realizar (com fé em Deus!!!), decidi falar um pouquinho com vocês sobre o ato de sonhar (por isso amo essa categoria, falo literalmente tudo que vem na minha cabeça rsrs). Muitas pessoas desistem de algo que quer muito só pelo simples fato de parecer difícil de acontecer ou porque não vê aquela luz no fim do túnel que possa indicar que SIM tem chances de acontecer. Essas pessoas acreditam que não irá ter o que deseja então nem se esforçam para alcançar, então de fato nunca realizará nada.

O que acho (e o que realmente vim dizer a vocês) é que nunca deve desistir de um sonho. Não é porque ele parece ser impossível que ele realmente seja impossível. Querer que ele se realize já é o primeiro passo para que ele realmente se realize. Então não desista na primeira dificuldade ou só porque acha que é impossível. Lute. Corra atrás do que você quer. Aí quando você fizer tudo que for possível, tudo que estiver ao seu alcance para conseguir o que se deseja, comece a fazer o impossível. Mas se mesmo fazendo o impossível você não realize o seu sonho, diga com orgulho: “Não consegui, mas tentei, eu lutei!”. E comece uma nova batalha com um novo sonho!

Espero que todos os sonhos de vocês se realizem e não desistam, sonhar faz bem, te torna um lutador (um lutador de sonhos rsrs) e quando eles se realizam, aaaah não existe sorriso capaz de descrever tamanha felicidade x).

Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2