Top 10: The Pussycat Dolls

Iaê, gente, tudo bem?

Essa semana foi muito corrida. Tive três provas seguidas, muitas coisas para resolver, para vocês terem ideia quando parei, gripei. Mas o que importa é que hoje estou aqui para mais cinco músicas para vocês. Além das músicas o que sempre gostei delas foram os clipes, sempre achei eles legais (revi todos eles antes de colocar aqui rsrs)!

Número #1: Stickwitu

“[…] Não se preocupe com as pessoas a nossa volta, elas não vão nos prejudicar, conheço você e você me conhece.”

Número #2: Don’t Cha

“[…] Lute contra o sentimento, deixe-o sozinho porque se não for amor não é o bastante para deixar seu lar feliz.”

Número #3: Buttons feat. Snoop Dogg

“[…] Sou uma garota sexy que sabe exatamente como conseguir o que quer.”

Número #4: I Hate This Part

“[…] O mundo desacelera mas meu coração bate rápido agora. Eu sei que esta é a parte em que o fim começa.”

Número #5: Hush Hush

“[…] Eu nunca precisei de você para ser forte, eu nunca precisei de você para apontar meus erros, eu nunca precisei de dor, eu nunca precisei de força, meu amor por você era forte o suficiente você deveria saber. Eu nunca precisei de você para me julgar, eu nunca precisei de você questionando onde eu gasto, eu nunca pedi por ajuda, eu tomo conta de mim mesma, eu não sei porque você acha que precisa me segurar.”

Número #6: I Don’t Need A Man

“[…] Não preciso de um homem para fazer acontecer, eu sinto prazer em ser livre, não preciso de um homem para me fazer sentir bem. Eu me satisfaço fazendo do meu jeito, não preciso de uma aliança no dedo para me fazer sentir completa então me deixe acabar com tudo isso eu posso sair quando você não está por perto.”

Número #7: When I Grow Up

“[…] Tome cuidado com o que deseja porque você poderá obtê-lo.”

Número #8: Wait A Minute feat. Timbaland

“[…] Todos ouvindo ao redor do mundo, tenho uma história sobre minha garota favorita.”

Número #9: Sway

“[…] Outros dançarinos podem estar na pista. Querido, mas meus olhos só o verão.”

Número #10: Beep feat. Will.I.Am

“[…] Os garotos são sempre a mesma coisa desde o 7º ano.”

E o próximo top que teremos é de: CHRISTINA AGUILERA!

Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2

Anúncios

Bate-Papo…

IAÊÊÊÊ…

Postagens de bate-papo são as minhas preferidas, não sigo nenhum “roteiro”, só abro a parte de postagem e começo a escrever rsrs. A única coisa que penso antes é o assunto que quero falar com vocês, mas a maioria das vezes é um assunto que estou vivenciando no dia a dia.

Hoje decidi falar de algo um tanto quanto polêmico (ou não, tudo é questão de ponto de vista rsrs), o que quero falar com vocês é sobre “confiança”, mas não quero generalizar, então será confiança em relação a amizades. Além do mais, acho que essa é que vai causar menos polêmica rsrs.

Vocês já perceberam que com o passar do tempo fica mais difícil confiar em alguém? E, obviamente, isso acontece porque algumas pessoas acabam se mostrando alguém totalmente diferente daquela que você havia confiado. Vamos supor: Eis que você tem uma grande amiga e deposita toda a sua confiança nela (o que não é algo muito difícil para você), só que com o passar do tempo você percebe que ela se afastou e parou de ser sua “amiga”. Isso já aconteceu com você? Se sua resposta for sim, espero que você não fique se perguntando o porquê que ela fez isso. Mas, caso fique, eis o motivo: Ela nunca foi sua amiga. Sabe aquelas pessoas que fingem ser amigas para conseguir alcançar algo? Pois é, muito provavelmente foi isso que sua amiga fez. Isso acontece muito em época de escola. Você tem um grupo de amizade grande e do nada vê um monte de gente se afastando. Pessoas que você confiava, que você contava tudo, pedia conselhos, dava conselhos. Pessoas que ERAM seus “amigos”.

Mas ainda acho que pior do que isso são aquelas pessoas que se irritam com você por besteira e começa a usar coisas que você confidenciou a ela contra você. NOSSA, TENHO NOJO DESSE TIPO DE GENTE!!!!!! Pessoa infantil, que não tem um pingo de caráter. Pessoa que só pensa no próprio umbigo e que, CLARAMENTE, não é, e nunca foi, seu amigo(a).

Depois ficamos nos perguntando por que ficou mais difícil de confiar em alguém. Com tantas pessoas que não se importam com o que você realmente pensa/sente, fica realmente muito complicado confiar de novo e digo isso por experiência própria.

Com o tempo você aprende quem realmente é seu amigo, quem realmente merece sua confiança, com o tempo você percebe que nem todo mundo se aproxima de você com a verdadeira intenção de ser amigo(a) (às vezes, essa pessoa só quer “tirar” de você algo que ela não consegue alcançar sozinha), com o passar do tempo você percebe como “dosar” corretamente o nível de confiança que deve dar a alguém.

Mas até que isso aconteça, você ainda vai quebrar um pouco a cara, porque só assim pra aprender a lidar corretamente com algo tão complicado. E se serve como um grande conselho (e um conselho muito importante): Não confie em qualquer um. Não confie em todo mundo. Não confie em quem confia em todo mundo (essa pessoa no fundo não confia em ninguém e não é de confiança, NUNCA). Não deixe conhecerem os seus medos, não deixe conhecerem o seu pior, não deixe todo mundo te conhecer completamente (dê esse privilégio a quem realmente importa). E dê valor a quem realmente aparenta ser de confiança e quem realmente merece sua confiança porque esse tipo de pessoa hoje em dia é raro, então valorize-as. Por fim, seja uma pessoa de confiança (só assim que você também consegue a confiança de alguém).

Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2

3 Things: Séries!

Iaê, gente, tudo bom?

Antes de trazer as séries que assisto quero deixar um recado: Essa semana vai ser complicado aparecer por aqui (provavelmente), porque tenho muita, MUITA, coisa para ler (e não são coisas por passatempo, é pra universidade mesmo rsrs). Além disso, também não estarei por aqui entre os dias 22 a 25, pois terei prova. Pois é, amigos, está complicando rsrs. Mas vou tentar deixar postagens agendadas, se tiver postagens, já sabe: Foram agendadas rsrs. Vamos ao que interessa…

Não sou uma pessoa que possa ser considerada “viciada” em séries rsrs, até porque comecei acompanhar séries ano passado (antigamente assistia muito: “The big bang theory” e “Two and a half man“, mas não acompanhava, era sempre em episódios aleatórios, ou seja, os que passavam na Warner). Eis que um belo dia minha prima insiste para que eu comece assistir “Arrow“. E essa foi minha primeira série que gostei (e comecei a viciar rsrs).

Sério, me encantei de cara e assisti a primeira temporada em uma semana (estava de férias, então ficou fácil rsrs). Hoje em dia ela está na quarta temporada e indico para quem gosta desse universo de heróis.

Sinopse da 1º temporada: “A série segue Oliver Queen (Stephen Amell), um playboy bilionário de Starling City, que passa cinco anos naufragado em uma ilha misteriosa. Após seu retorno à Starling City, ele se reencontra com sua mãe, Moira Queen (Susanna Thompson), sua irmã, Thea Queen (Willa Holland), e seu amigo, Tommy Merlyn (Colin Donnell). A primeira temporada centra-se em Oliver reacender seus relacionamentos e passando as noites caçando e, por vezes, matando criminosos ricos como um vigilante encapuzado. Ele descobre uma conspiração para destruir “The Glades”, uma seção mais pobre da cidade que se tornou sobreposta com a criminalidade. John Diggle (David Ramsey) e Felicity Smoak (Emily Bett Rickards) ajudam Oliver em sua cruzada. Oliver também se reconecta com a ex-namorada, Laurel Lance (Katie Cassidy), que ainda está irritada sobre seu papel na morte presumida de sua irmã. A primeira temporada também apresenta flashbacks do tempo de Oliver na ilha, e como ela o mudou; este continua nas temporadas subsequentes.”

Depois de acabar a quarta temporada, quis começar a ver outras. Até porque séries são assim: Te viciam na que você está vendo e te incentivam a ver outras rsrs. Então fui atrás de outras séries, mas não queria (por enquanto) nenhuma série de herói. Eis que surge a série que gosto muito: Silicon Valley <3

Gente, amo essa série, mas acho que alguns de vocês não iriam gostar. Ela é uma série nerd, mas engraçada. E a melhor parte: Envolve o cenário de programadores, ou seja, me identifico com algumas coisas que eles dizem e não me sinto tão perdida de vez em quando rsrs (um dos episódios que mais gosto é o do “Tab vs Espaço” rsrs). Deem uma chance a ela! Ela está na terceira temporada (não lembro se já teve todos os episódios lançados), as duas primeiras são poucos episódios, então dá para assistir bem rapidinho (assisti em uma semana as duas primeiras temporadas rsrs).

Sinopse da 1º temporada: “A primeira temporada conta com oito episódios de em média 30 minutos cada. A série foi bem aclamada pela crítica especializada e público, conseguindo 84/100 no Metacritic após o lançamento do terceiro episódio. Richard é um programador que desenvolve um algoritmo inovador na compressão de arquivos, que conforme a evolução da história ele sofre com um dilema entre vender sua criação para Gavin Belson (CEO da fictícia empresa Hooli) ou construir uma grande companhia startup com a ajuda do bilionário investidor Peter Gregory. A série mostra de uma forma satírica como é a vida no Vale do Silício e seus moradores, usando como uma das referências a experiência do criador da série Mike Judge quando trabalhou no Vale no final dos anos 80, como engenheiro de testes para a Parallax.”

Por fim, uma série que comecei a pouco tempo, mas que é muito boa também: House of Cards. Cada novo episódio eu fico achando Frank “o cara”, nem sei se isso é bom rsrs. Mas é interessante ver como ele consegue ter o que quer, o jeito que ele faz para conseguir o que quer, … Ah, não sei explicar, só assistindo para entender rsrs. Essa série tem quatro temporadas e eu ainda estou na primeira :/. Juntem-se a mim na primeira temporada!

Sinopse: “Num drama sobre as consequências do poder e da corrupção, Francis Underwood (Kevin Spacey) está sedento por sucesso e nada o detém. Trata-se de uma história onde são ultrapassados os limites para satisfazer o desejo de um homem que ambiciona governar o mundo.”

Qual dessas é minha favorita? Todas (?) rsrs. Não tem como escolher, gosto muito das três! E vocês, quais séries vocês assistem?

P.s.: Para saber mais sobre as séries, e onde consegui as sinopses delas, é só conferir esses links (clique nos nomes para conferir): Arrow, Silicon Valley e House of Cards.

Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2

Karen Bachini

Iaê, tudo bem com vocês?

GENTE, desculpa o atraso da postagem, é que esses últimos dias estão muito corridos e irei explicar melhor para vocês em outra postagem o motivo de tanta correria no meu dia a dia, porque não basta o blog e a universidade, eu arrumo mais coisas para fazer, sim, a culpa da correria não são só os estudos (acho que se não tivesse muita coisa para fazer, não seria eu rsrs).

Vocês conhecem a Karen Bachini? Não?! Pois digo que vocês deviriam conhecer, ela posta vídeos de maquiagem (e outros estilos de vídeos bem legais) e na minha humilde opinião é bem divertido aprender alguns truques de maquiagem com ela. Conheci o canal dela, como sempre, fuçando pelo youtube. Em um belo dia vi o canal dela e o primeiro vídeo que apareceu (e um dos meus favoritos) foi:

Ela me ganhou com esse vídeo, comecei, no mesmo dia assistir vários vídeos dela e desde então sou inscrita no canal: “Karen Bachini“. Ah, para quem não sabe, a Kah é dona do “E aí, Beleza?“. Quer conhecer mais um pouco do canal da Kah? Então veja os vídeos abaixo:

E aí, gostaram de conhecer mais um canal? Eu e minha mania de viciar vocês em canal rsrs (bem que poderia fazer vocês gostarem do meu canal um dia quem sabe rsrs). Até breve, queridos loucos.

Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2