Bate-Papo…

Iaê, gente, tudo bom com vocês?

Não, eu não sumi, só não estou conseguindo lidar com o tempo. E, coincidentemente é sobre o tempo que decidi falar no nosso bate-papo de hoje, mas não sobre a questão de falta de tempo (acho que já falei disso por aqui), mas sobre o tempo em si. Na verdade, se você pesquisar “tempo” no meu blog, irá aparecer MUITAS postagens (muitas delas que não tem nenhum ligação propriamente dita com o tempo, só é uma frase minha dizendo, por exemplo, que estou sem tempo rsrs).

Ontem vi algumas pessoas falando sobre “tempo de escola” e bateu uma nostalgia e comecei a ver minhas fotos desse tempo, fiquei rindo ao ver as fotos “loucas” que tirava com meus amigos, fiquei lembrando das coisas engraçadas que vivíamos rsrs. Depois comecei a ver várias fotos minhas quando era mais nova e o que aconteceu? MAIS NOSTALGIA! rsrs

Depois de tanta nostalgia fiquei pensando em como o tempo é interessante, na época de escola (falar dessa época porque sei que muitos irão se identificar) pensávamos que era a pior época que só queria crescer e ser “mais velhos”, ser “donos do próprio nariz”, crescemos e percebemos que não é bem assim que as coisas funcionam. Quando somos mais novos, temos a mania de achar que quando crescer a vida vai ser maravilhosa, você vai poder fazer o que quiser. Mas esquecemos que, com a medida que o tempo passa, nossa vida muda e ganhamos mais responsabilidades.

Por exemplo, você tem que trabalhar, pois papai e mamãe não irão cuidar de você pra sempre, muitas vezes você tem conciliar trabalho com estudo (e aí que o bicho pega). Tem que começar a cuidar de alguns termos de sua vida sozinhos, você literalmente terá que crescer.

Aí, quando bate esses momentos nostalgia, você para e pensa: “Eu tinha uma vida tão feliz e não percebia, porque só queria crescer.” Não que você não seja feliz agora, mas você não tem mais aquela vida “fácil” quando sua única preocupação era o quê? O “crush” que não estava te dando atenção?

É por isso que aprendi a valorizar a cada momento que existe. Aproveitar cada milissegundo do meu tempo, não que eu não tenha problemas e/ou dificuldades, claro que tenho (e como tenho), mas a diferença é que aprendi a valorizar as coisas boas que existem por traz de todo problema, aprendi a resolver meus problemas, aprendi que nada é tão ruim quanto parece. Aprendi com meus erros (e alguns acertos). Conquistei coisas que pensei “não é pra mim”, fiz coisas que pensei ser incapaz de fazer. Realizei sonhos. Cresci, aprendi. E hoje posso dizer que a “eu” de antigamente ficaria muito orgulhosa da “eu” atual.

Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2

Pause: Agosto/2016

Iaê! Tudo bem? Preparados para mais músicas?

Número #1: Big Girls Don’t Cry — Fergie

“[…] O caminho que estou trilhante, eu devo seguir sozinha. Eu tenho que dar pequenos passos até estar amadurecida. Contos de fada nem sempre têm finais felizes, não é? E eu prevejo a escuridão à frente se eu ficar.”

Número #2: If I Were a Boy — Beyoncé

“[…] Se eu fosse um garoto eu acho que entenderia como se sentir por amar uma garota. Eu juro que seria um homem melhor, eu a escutaria, porque eu sei como magoa. Quando você perde alguém que queria, porque ele não te deu valor e tudo que vocês tinham foi destruído.” 

Número #3: I’m yours — Jason Marz

“[…] Antes que o frio passe, eu darei o melhor que posso, nada me deterá a não ser a intervenção divina. Acho que é a minha vez novamente de ganhar ou aprender algo, mas eu não hesitarei mais, não mais, não dá para esperar, eu sou seu.” ♪♪

Número #4: Hate To See Your Heart Break — Paramore

“[…] O amor acontece o tempo todo para as pessoas que não são amáveis e para os heróis que são cegos, esperando cenas perfeitas de roteiros de filmes.” 

Número #5: For A Pessimist, I’m Pretty Optimistic — Paramore

“[…] Eu nunca quis dizer dizer isso, você nunca quis ficar. Eu coloquei minha fé em você, tanta fé e então você simplesmente a jogou fora.”

Espero que vocês tenham gostado e não deixem de visitar o blog da Lu, “Manias de Uma Garota Singular“, para ver o pause dela desse mês (ou acesse o link direto para a postagem clicando aqui). Então é isso, gente, até o próximo post.

Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2

Resumão: Agosto/2016

Iaê, gente!

Estou em dívida com vocês, concordo com isso. Mas vocês não tem noção de como minhas semanas andam corridas e desde a última postagem então. A muito tempo ando tentado me organizar pra sempre aparecer por aqui, mas tem semanas que é impossível, a semana passada, por exemplo. Porém, o que importa é que estou aqui e trouxe good news rsrs

Mês passado tivemos quase 900 visualizações, vocês não têm noção do tamanho da minha alegria. MUITO OBRIGADA a todos vocês que estão fazendo desse pequeno hobby algo muito importante para mim. Obrigada mesmo! Espero que esse mês consiga ser metade do que agosto foi, porque se for, eu tenho certeza que vai ser incrível! Então vamos ao que interessa rsrs, a publicação com mais visualizações do mês passado foi: “Experiência #8: Piercing!“.

03 de Agosto de 2016: Resumão: Julho/2016 → Nesta postagem vocês encontram tudo aquilo que foi publicado no mês de julho;

06 de Agosto de 2016: Pause: Julho/2016 → Aqui vocês encontram as músicas que não consegui dar “Pause” no mês de Julho;

10 de Agosto de 2016: Karen Bachini → Mais um recomendo bem legal para vocês;

14 de Agosto de 2016: 3 Things: Séries! → As três séries que estava/estou assistindo, uma super indicação, garanto *-*;

19 de Agosto de 2016: Bate-papo… → Um bate-papo bem legal para vocês falando de confiança (entre amigos principalmente);

28 de Agosto de 2016: Top 10: The Pussycat Dolls → As 10 melhores músicas de The Pussycat Dolls;

Então é isso, gente. Desculpa pela demora de novo :/

Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2