Top 5: Christina Aguilera

Iaê, gente, tudo bem?

Quero voltar com as postagens aqui, estou tendo um pequeno bloqueio criativo, mas pretendo tirar esse bloqueio e trazer mais postagens para vocês. E para começar, vamos voltar com o top 5…

Número #1: Say Something

“[…] Diga algo, estou desistindo de você. Eu serei o único se você me quiser também, eu teria te seguido para qualquer lugar. Diga algo, estou desistindo de você.”

Número #2: Beautiful

“[…] Não importa o que façamos, não importa o que dizemos, nós somos a música dentro da melodia, cheia de erros bonitos e para onde nós formos o sol sempre brilhará, mas pode ser que amanhã acordemos no outro lado.”

Número #3: I Turn To You

“[…] Para um abrigo da tempestade, para um amigo, para me manter quente e protegida. Eu volto para você, para ter força e aguentar, para ter a vontade de continuar pois tudo o que você faz para tudo o que é verdade eu volto para você.”

Número #4: Lady Marmalade feat. Lil’Kim, Mýa, P!nk

“[…] O toque da pele dela parece sedosa, cor de café com leite.”

Número #5: Your Body

“[…] Ei garoto! Eu não preciso saber onde você esteve, só preciso conhecer você e não precisa de conversa.”

Acho a voz dessa mulher simplesmente incrível, concordam? Ah e o próximo top que teremos é de uma dupla que fiquei simplesmente viciada recentemente: ANAVITÓRIA!

Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2

Anúncios

3 Things: Séries 2!

Iaê, gente, tudo bom?

Atualmente já posso dizer que estou viciada em séries e isso tudo graças ao Netflix (obrigada ♥). Mas tudo começou com Arrow, contei um pouquinho das séries que estava assistindo naquela época (ainda estou acompanhando, claro) na primeira postagem sobre séries (cliquem aqui para ler). ESTOU MUITO viciada em séries, já estou acompanhando umas 6 e tenho umas 3 para começar, então vamos ver as que estou acompanhando atualmente:

Estava em uma época em que queria assistir coisas de terror (muitas coisas de terror) e minha colega havia me indicado Scream, que ela estava começando assistir e achou legal. E realmente é, a primeira temporada dessa série não tenho o que reclamar, muito boa mesmo, mas a segunda temporada já não gostei tanto (achei um pouco corrido e umas coisas a mais que se contasse seria spoiler). E o episódio especial de Halloween? Na minha opinião? Totalmente desnecessário.

“OK, Jusley, mas afinal, indica ou não?” Se você gosta de suspense, indico sim. A primeira temporada é ótima, a segunda deixou a desejar, mas é minha opinião (vocês podem encontrar coisas contraditórias, pessoas dizendo que foi incrível a segunda temporada). Então, o melhor mesmo é assistir rsrs.

Sinopse: “Depois de um incidente de bullying resultar em um assassinato brutal, a violência reacende a memória de uma série de assassinatos que ocorreram no passado em Lakewood, que intrigaram alguns e talvez tenham inspirado um novo serial killer. Um grupo de adolescentes, com dois velhos amigos tentando se reconectarem, se tornam amantes, inimigos, suspeitos, alvos e vítimas de um assassino que está à procura de sangue.”

Desde que estou com Netflix ficou mais fácil acompanhar as séries e MUITO mais fácil assistir ela por completo mais rapidamente. Então, depois de terminar Scream, procurei outra série de terror (literalmente, estou viciada em coisas de terror rsrs) e foi assim que me deparei com American Horror Story. Se você for assistir na Netflix, só terá 4 temporadas por lá, mas se não me engano já tem 5 temporadas.

Cada temporada é uma história de terror diferente (a primeira é uma casa mal assombrada, a segunda um manicômio, a terceira é sobre bruxas e a quarta é um circo de horror). Gostei mais da primeira e da quarta porque elas pareciam mais “reais”. Não exatamente reais, vou explicar, como a primeira conta de uma casa mal assombrada fica mais “parecido” com os filmes que são baseados em fatos reais mas só por isso parece ser real rsrs, porque lembra dos filmes, porém, ainda assim, gostei das histórias. A quarta me agradou porque realmente é mais real porque mostra pessoas que tinham deficiência física e eram postas em um circo de horror e as pessoas iam vê-las. A segunda gostei, não é tão “real” como as outras, mas é boa assim como as outras. Agora a terceira não me agradou por se tratar de bruxas, mas é legalzinha rsrs.

Ainda assim, vale a pena assistir e o bom da série é que uma não liga a outra, MAS, a quarta temporada faz menção a segunda. Só que ainda assim, mesmo com essa referência, dá para assistir a quarta sem ter visto a segunda. Outra coisa é que as histórias que essa série traz são baseadas em alguns fatos reais (alguns personagens são baseados em algumas pessoas) e, pelo menos para mim, isso é bem legal rsrs.

Sinopse da 1º temporada: “A primeira temporada, intitulada American Horror Story: Murder House, tem como assunto principal a infidelidade.[14] Explorando temas como o amor, a família, e o perdão. A história ocorre em 2011, seguindo a família Harmon do psiquiatra Ben (Dylan McDermott), sua esposa Vivien (Connie Britton), e sua filha adolescente Violet (Taissa Farmiga) que se mudam de Boston para Los Angeles depois de que Vivien tem um aborto, e Ben tem um caso extraconjugal. Os Harmons se mudam para uma mansão restaurada e logo se encontram com os ex-residentes da casa, os Langdons: Constance Langdon (Jessica Lange), e seus dois filhos, Tate (Evan Peters), e Addie (Jamie Brewer), e o desfigurado Larry Harvey (Denis O’Hare). Ben e Vivien tentam reacender seu relacionamento, como Violet, sofrendo de depressão, encontra conforto com Tate. Os Langdons e Larry frequentemente influenciam a vida dos Harmons, como a família descobre que a casa é assombrada pelos fantasmas de seus antigos habitantes.” (Para conferir as sinopses das outras temporadas é só clicar no link mencionado no fim do post)
Por fim, mas não menos importante, a minha série favorita atualmente: How To Get Away With Murder. ESSA SÉRIE É INCRÍVEL. Nada mais a declarar, essa mulher (Annalise) é A advogada, entendeu? rsrs

Enfim, a série é muito boa (principalmente a primeira temporada), no fim de cada episódio você quer ver o outro episódio e o outro, e o outro, e o outro, e o outro, e o… Quando vai perceber já acabou rsrs. Sério, é muito bom, para quem faz direito deve ser uma série legal (seja para ver coisas da área mesmo ou ver o que estão mencionando de errado da área rsrs) se pra mim já é, imagine rsrs. Mas, assim como a anterior, o Netflix não tem todas as temporadas (têm 2 das 3). Então: ASSISTA ESSA SÉRIE!!!

Sinopse: “A série se desenvolve ao redor da vida pessoal e profissional de Annalise Keating, uma advogada de defesa criminal proeminente. Também professora de direito na Universidade de Middleton, na Filadélfia, Annalise seleciona cinco de seus melhores alunos para trabalharem com ela em seu escritório: Wes Gibbins, Connor Walsh, Michaela Pratt, Laurel Castillo e Asher Millstone. Em sua vida pessoal, Annalise vive com seu marido Sam Keating, um renomado psicólogo, mas também vive um relacionamento às escondidas com Nate Lahey, um detetive de polícia. Quando sua vida pessoal e profissional começa a entrar em colapso, Annalise e seus alunos se vêem envolvidos, involuntariamente, em uma trama de assassinatos.”

Aí, já assistiu alguma delas? O que achou? Me conte nos comentários.

P.s.: Para saber mais sobre as séries, e onde consegui as sinopses delas, é só conferir esses links: Scream, American Horror Story e How to Get Away With Murder.

Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2

Bate-Papo…

IAÊÊÊÊ… Tudo bem com vocês?

Sei que estou sumida, sei que estou em dívidas com vocês, mas hoje estou aqui para explicar o motivo do meu grande sumiço porque desta vez o único motivo não foi a faculdade (em partes foi rsrs).

Não sei se vocês lembram mas no bate-papo do dia 16 de julho deste ano eu falei sobre “Sonhos” (caso queira ler clique aqui) e nele comentei que estava querendo muito que um sonho se realizasse e caso isso ocorresse contaria para vocês, então, ele se realizou e por ter se realizado fiquei mais sem tempo ainda rsrs.

O que queria que se realizasse era: Ser aceita por uma professora para fazer uma pesquisa com ela. “Como assim?” Os professores de faculdade anualmente, se não me engano, tem que escolher uma área pra pesquisar e eles escolhem uma certa quantidade de alunos para ajudá-los, isto se chama iniciação científica (foi um explicação bem rápida, mas posso falar mais sobre isso depois). E este ano tentei, pela primeira vez, uma pesquisa com uma professora da área de processamento de imagem. Eu tinha me apaixonado logo de cara pela pesquisa dela e queria muito conseguir, e consegui!

Então, por ter conseguido fazer parte da iniciação científica dela, precisava dedicar algumas (muitas) horas que tinha livre para fazer essa pesquisa. Aí juntou: Estudos com a pesquisa, fiquei sem tempo. Principalmente porque descobri que iria participar desta pesquisa quando estava tendo muita prova e acabei não conseguindo me adaptar logo de cara. Por isso o sumiço foi maior, não consegui conciliar as coisas (o que pretendo fazer agora com o novo período).

Outro motivo que me fez sumir foi que estava correndo atrás de uma papelada para uma cirurgia que vou fazer (tenho desvio de septo e irei fazer a cirurgia, caso alguém queira saber como foi porque também tem, é só pedir nos comentários que faço uma postagem só sobre isso). E passei meses, VÁRIOS meses para resolver tudo. Mas, finalmente, acabou e minha cirurgia vai ser na quarta, agora é só esperar (se estou ansiosa pra finalmente poder respirar direito? CLARO! rsrs).

Então foram esses os motivos do meu sumiço, não foi nada querendo, foi mais falta de organização (infelizmente). Como vou fazer a cirurgia, não sei se apareço aqui semana que vem, mas irei tentar. E com o começo do novo período pretendo me organizar mais, então vamos ver o que acontece.

Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2

Pause: Outubro/2016

VOLTEIIII!!!

Finalmente voltei, estava com saudades de fazer publicações, mas foi necessário esse afastamento porque não estava conseguindo tomar conta de tudo e estava com muita coisa pra fazer. Só que vou deixar pra falar disso em outra postagem porque essa postagem é sobre as músicas que não consegui dar o “pause” em outubro, PORÉM, as músicas que eu não consegui parar de ouvir foi de uma banda só então vou deixar para colocá-las aqui em um top 5, combinado?

As músicas do pause de hoje vão ser de músicas aleatórias de uma playlist de nostalgia que sigo no spotify, mas só dessa vez que serão aleatórias porque não quero que o pause vire um top 5 rsrs, espero que vocês gostem e voltarei em breve.

Número #1: …Baby One More Time — Britney Spears

“[…] Oh, baby, baby, como eu poderia saber. Oh, lindinho, como eu poderia saber? Eu não deveria ter deixado você ir embora.”

Número #2: Crazy in Love — Beyoncé (feat. Jay Z.)

“[…] O modo como você sabe o que eu achava que sabia. A batida que meu coração pula quando tô com você, mas eu ainda não entendo, ninguém mais tem um amor como o seu.” 

Número #3: Everybody (Backstreet’s Back) — Backstreet Boys

“[…] Então todo mundo, em todo lugar, não se assuste, não tenha medo, eu vou dizer para o mundo e fazer ele entender que enquanto existir música nós estaremos voltando novamente.” ♪♪

Número #4: Mambo No. 5 (A Little Bit Of…) — Lou Bega

“[…] Eu faço tudo para me apaixonar por uma garota como você. Você não pode correr e nem esconder-se você e eu vamos tocar o céu.” 

Número #5: A Thousand Miles — Vanessa Carlton

“[…] É sempre em tempos como estes quando eu penso em você e me pergunto se você alguma vez pensa em mim, pois tudo está tão errado e meu lugar não é vivendo em sua preciosa lembrança.”

Espero que vocês tenham gostado e não deixem de visitar o blog da Lu, “Manias de Uma Garota Singular“, para ver o pause dela desse mês (ou acesse o link direto para a postagem clicando aqui). Então é isso, gente, até o próximo post.

Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2