Retrospectiva 2016!

Iaê, gente, tudo bem com vocês?

E cá estamos nós de novo para mais uma retrospectiva. 2016, sinceramente, foi um ano muito complicado para mim. Muitas coisas boas aconteceram, mas muita coisa ruim também (nenhum dos dois precisam ser citados aqui hoje), só que a vida é assim, certo? Cheios de altos e baixos onde temos que tirar as melhores lições de cada um deles e pedir a Deus que com o passar do tempo tudo melhore e que a gente consiga rir das coisas ruins também.

Hoje, estou rezando para que todas as coisas de ruins que aconteceram em 2016 fique em 2016 e que eu consiga tirar alguma lição de cada uma delas, porque, por mais difícil que seja perceber, sempre existe um lado bom atrás de cada coisa ruim que nos acontece, sempre há uma lição para aprender, basta descobrirmos qual é. Mas como disse, não foram só coisas ruins, e venho aqui mostrar as coisas boas que tivemos esse ano aqui no blog, espero que vocês gostem…

Feliz2017

Janeiro

Acho que outra coisa 2016 trouxe foi a (grande) falta de postagens e a maioria dos meses foram afetados com isso. 2016 foi o ano em que tive duas matérias muito importantes, e difíceis (por ser matérias extensas), para o meu curso e foi isso que ocasionou a falta das postagens. Só que em janeiro consegui trazer para vocês uma brincadeira que faço todo ano, de descobrir a primeira música que ouço depois de 00h do primeiro dia do ano. Mas esse ano eu fiz diferente e anotei as 5 primeiras músicas e assim formei o primeiro Pause de 2016. Claro que em 2017 não será diferente, mais uma vez anotarei as 5 primeiras músicas para trazer para vocês!

Além disso, dei as boas vindas a 2016 com um texto bem legal explicando como funciona o pote da felicidade, que é uma “atividade” bem legal de fazer para aprender que conseguimos ter felicidade nas pequenas coisas também, prometi que iria trazer alguns dos motivos que me fizeram feliz em 2016 e aguardem pois em breve trarei alguns pra vocês…

E, como alguns de vocês sabem, janeiro é o mês de aniversário do blog e o dia do aniversário do “Louca por viver” é um dia muito especial para mim porque o blog me trouxe muitas coisas boas. Com o tempo aprendi a não conseguir ficar longe de vocês (mesmo sumindo por dias, sempre apareço) e devo tudo a vocês, porque se o blog esse ano completou 2 anos de muita loucura foi graças a vocês, então muito obrigada e que venha 2017 e nosso 3 anos de blog ♥.

(Para conferir todas as postagens de janeiro é só conferir o resumão).

Fevereiro

Fevereiro foi um mês importante para o blog, foi nesse mês que tivemos nosso primeiro sorteio e foi muito bom organizar esse sorteio. Pretendo fazer mais, mas para que isso ocorra precisamos de algumas parcerias rsrs. Além disso tivemos a resenha do livro “Um Dia” que é o livro que a nossa mascote está lendo. Esse foi o meu primeiro livro da coleção e o primeiro que li, então é um livro muito especial para mim (e por esse motivo que nossa mascote está lendo ele).

(Para conferir todas as postagens de fevereiro é só conferir o resumão).

Março

Depois que criei a categoria “Bate-papo” ela se tornou a minha favorita, porque escolho um tema aleatório e falo o que vier na cabeça sobre ele (às vezes nem tenho um tema, só começo a escrever e pronto rsrs), e sempre gostei do resultado dessas postagens, mas em março trouxe um tema importante, um tema que explicava que meu sumiço não questão de falta de responsabilidade mas sim ter que escolher entre tantas coisas que precisava dar conta, infelizmente o blog é sempre quem mais sofre, ainda estou lutando pra reverter isso. E um dos meus planos esse ano é programar minha semana todinha e fazer o possível para seguir, quem sabe assim o blog não sofra tanto.

(Para conferir todas as postagens de março é só conferir o resumão).

Abril

Abril foi uma negação, mal tivemos postagens rsrs, mas esse mês realmente estava sendo complicado (na época estava fazendo duas matérias que tinha prova a cada 15 dias e elas ficavam intercaladas, por exemplo, essa semana tenho prova da matéria x, semana que vem da y. Ou seja, eu tinha prova TODA semana, estava terrível). Mas, vamos pular abril rsrs…

(Para conferir todas as postagens de abril é só conferir o resumão).

Maio

Todos perceberam que 2016 foi ano com acontecimentos que deixaram muitas pessoas tristes, que mostraram uma realidade ignorada por muitos. Uma das tristezas que aconteceram foi a história da menina que foi abusada por 33 homens. Meu blog é um lugar de divertimento, distração, mas quando vi algo assim acontecendo não conseguia ficar calada e fingir que não estava vendo nada, precisa expor minha opinião (mesmo sabendo que não iria mudar a realidade em que vivemos :/).

(Para conferir todas as postagens de maio é só conferir o resumão).

Junho

Depois de julho, acho que meu mês favorito é junho (até porque na UFS é quando tenho férias rsrs). Foi nesse mês, também, que trouxe um bate-papo bem legal que falava um pouco de padrões de beleza, mas que o você deveria seguir era o que te fizesse se sentir bem. A vida tem dessas, certo? Ver alguma modelo na televisão ou em uma revista e querer “ser igual a ela”, mas muitos não param pra pensar que ninguém é igual a ninguém. E que todo mundo é lindo do jeito que é, basta você mesmo enxergar isso. O engraçado é que o que mais vemos são mulheres “lutando” contra os padrões de beleza, mas que se incomoda com esses parâmetros e acaba ficando mal, as mesmas que estão lutando contra, estão sofrendo com ele. Precisamos parar com isso e vou fazer de tudo para que ano que vem eu trate mais desse assunto aqui no blog.

Foi nesse mês, eu acho, que decidi doar o cabelo (não tenho 100% de certeza se foi exatamente em junho, mas vida que segue rsrs) e contei tudo a vocês de como estavam o meus planos e o porquê decidi fazer isso. Também expliquei o que era preciso para poder doar o cabelo e chamei vocês para doar também (e chamo novamente: Deixem seu cabelo crescer e doem, é muito bom, é uma sensação incrível).

(Para conferir todas as postagens de junho é só conferir o resumão).

Julho

Julho é o meu mês rsrs (pra quem não sabe, meu aniversário é dia 26/07), então é sempre um mês muito bom (sempre fico ansiosa para o meu aniversário rsrs). E no blog tivemos duas postagens que amei fazer, que são duas das postagens favoritas minhas. Uma delas foi falando do Kit de sobrevivência à faculdade, esse kit foi uma ideia de presente que fiz para minha amiga que acabei levando para minha vida rsrs. Sempre tive alguns desses itens comigo, mas nunca tinha pensando como eles eram importantes no dia a dia da faculdade, foi quando fui planejar o presente que percebi que alguns deles eram essenciais para o sua sobrevivência na sofrência da faculdade rsrs. Além disso, outro post que trouxe, para ver se paravam de me perturbar por ser solteira foi: A geração de mulheres ‘inamoráveis’, sério, quantas de vocês não estão cansadas de ouvir que estão ficando velhas e que precisam namorar? Mas espere aí, minha gente, só tenho 21 e não estou nem um pouco preocupada em quando vou começar a namorar. Só quero ser feliz e pra isso não preciso estar namorando. Então, se você conhece alguém que te enche todo santo dia com a mesma história, já manda esse texto para ver se o povo se toca (e desde já desejo paciência com as perguntas dos tios dizendo: “E os namorados?” rsrs).

(Para conferir todas as postagens de julho é só conferir o resumão).

Agosto/Setembro/Outubro/Novembro

Quando chegou agosto chegou junto uma onda de falta de posts em 4 meses seguidos (paramos de ter até resumão porque não tava tendo postagens suficientes para fazer um resumão digno rsrs), por isso decidi juntar tudo rsrs. Nesses três meses publiquei falando do meu mais novo vício: SÉRIES rsrs, fiz duas publicações falando das séries que andava assistino, a primeira parte foi em agosto e a outra em novembro. Cada uma das postagens trouxe estilos de séries diferentes, mas com a mesma qualidade (ainda indico quase todas, assistam rsrs).

(Para conferir todas as postagens de agosto e de setembro, é só conferir o: resumão/Agosto e resumão/Setembro).

Dezembro

E chegamos a mais um final de ano e dezembro aconteceu uma das coisas que me deixaram muito feliz esse ano que foi a doação de cabelo, como sempre compartilhei essa minha experiência com vocês e mostrei um antes e depois do meu cabelo. Se vocês me permitem dar uma dica para vocês, essa dica seria: Deixem o cabelo crescer e doem! Podem ter certeza que vocês se sentirão muito felizes por fazer essa boa ação e irá fazer alguém muito feliz também. Doem cabelo! Além disso, mostrei que quero muito fazer algumas coisas sozinhas e listei algumas das coisas que pretendo fazer ano que vem, coisas simples como: Assistir um filme no cinema, comer alguma coisa sozinha, tirar fotos, …

E, queria convidar vocês para fazerem algo comigo, algo para que juntos possamos perceber o que mudamos, leiam essa postagem que vocês irão entender! ;)

(O resumão de dezembro só será publicado no mês que vem).

E 2016 acabou \o/ (sério, nunca fiquei tão feliz por um ano ter acabado.

Bom, primeiramente quero agradecer muito a todos vocês por mais um ano incrível, sei que 2016 foi um ano complicado (até mesmo para o blog, mas vocês não me abandonara). Obrigada pela companhia, obrigada pelas curtidas, comentários, e-mails, enfim, por tudo. Esse blog ainda está aqui graças a vocês, como sempre digo, é tudo graças a vocês, então muito obrigada!

Antes de me despedir, quero desejar a todos vocês um feliz ano novo, com muita paz, saúde, amor, alegria, aprendizado, erros, com muitas festas (porque ninguém é de ferro), muitos livros, músicas, filmes, enfim, desejo a todos vocês muitas alegrias nesses dias que estão por vir. Aproveitem para pensar em tudo que vocês fizeram, para fazer as pazes com quem vocês brigaram, para esquecer tudo que tinham te deixado triste. Lembrem-se vão ser novos 365 dias, para quê começar já com problemas, certo? Comecem com pensamentos bons, aproveitem este dia com todos que vocês amam. É o que eu mais desejo pra vocês, meus queridos loucos. Que o 2017 de vocês seja regado de felicidades, muita paz, com tudo de melhor que existe no mundo! Feliz ano novo!

Então vai lá aproveitar este dia, saia da frente desse computador/celular e vão festejar com a família de vocês, rsrs.

Felicidades, gente…

Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2

Bate-Papo…

Depois de mais de nove dias, voltei rsrs, desculpa a demora tive alguns contratempos…

IAÊÊÊÊ… Tudo bem com vocês?

Hoje estou aqui para falar com vocês sobre algo que todos já passaram e devem ter passado no natal desse ano: AMIGO SECRETO. Quem tem sorte no amigo secreto? Sério, se você tem sorte comente aí, porque eu só fui ter sorte esse ano rsrs.

O “azar” do amigo secreto já começa quando dizem: “Quem quer participar?”, aí você vai lá na maior inocência e diz “Eu vou!” e pensa “Vou ter dinheiro daqui pra lá”, mas esquece que dezembro é o mês que você, com certeza, irá a falência rsrs. Não tem mês PIOR, no sentido de gastos, do que dezembro. Gente, é muita coisa pra comprar e quando você vê está se perguntando por que aceitou participar do amigo secreto rsrs.

Ok, o segundo problema é quando vão sortear os papéis. Você fica lá torcendo: “Alguém conhecido, alguém conhecido, alguém conhecido, alguém conhecido, …”, quando você vai ver tirou uma pessoa que você mal fala, porque já repararam que sempre tem alguém que você não conhece muito bem e adivinhe que vai tirar essa pessoa… VOCÊ rsrs. Tá bom, tá bom, nem sempre tem alguém desconhecido mas é MUITO raro você tirar a pessoa que você mais conhece e que já sabia que presente dar.

Você já sabe quem tirou no amigo secreto, já está lá com status “Falência”, eis que chega o dia de comprar o presente, estipularam um preço x, só que você não tem pena de gastar e escolhe um presente 3 vezes mais caro do preço x rsrs. E quando você vai comprar, você lembra: MAS COM QUAL DINHEIRO vou pagar? Você entra em desespero, você tem vontade de chorar, tem raiva por ser pobre, se pergunta por que aceitou participar do amigo secreto, … Mas, por milagre divino, você acha dinheiro dentro de um short que você nem sabia da existência dele lá dentro (quem nunca? rsrs), junta com mais algumas moedinhas e pronto, tá rica de novo rsrs. Fica feliz e compra o presente (e torce pra não errar na escolha).

Então chega o grande dia das trocas de presentes, você lá torcendo pra que seu amigo secreto ame o que vai ganhar e, claro, torcendo pra não ganhar um presente ruim. MAS, quem nunca pagou caro em um presente e ganhou outro que você sabe que foi menos que o preço estabelecido, quem nunca?? Lembro que em um amigo secreto de colégio comprei um presente caro (não me recordo o que foi) e ganhei nada mais, nada menos que um… *suspense*… BONÉÉ. Isso mesmo, um boné, fiquei com tanta raiva, sério. Só que parei e pensei: “Podia ser pior, podia ter sido eu a ganhar as 10 toalhinhas”, por incrível que pareça uma menina ganhou um presente pior: 10 toalhinhas (daquelas que a gente levava quando era criança na lancheira, sabe?).

Enfim, depois da tragédia do presente que você ganhou, depois que a depressão passa, você diz: “NUNCA MAIS participo de outro amigo secreto”, aí chega o próximo natal e quem tá participando de amigo secreto de novo? VOCÊÊÊÊ!! rsrsrs

O bate-papo de hoje foi contando uma situação que todo mundo já passou, se você nunca passou sinta-se MUITO sortudo, mas brincadeiras a parte, claro que nem todos os amigos secretos são assim. Por exemplo o que participei esse ano, entrei em estado de falência? Óbvio, mas ganhei um presente lindo, que estou apaixonada e que virou meu xodó (obrigada, Paula <3). Sem falar que é sempre engraçado o dia da troca dos presentes (todo mundo ansioso e tentando acertar quem os outros tiraram rsrs). Então, nunca deixe de participar de amigo secreto, é muito divertido e olhe pelo lado bom, você provavelmente não irá ganhar boné, nem toalhinha rsrs.

Então é isso, gente, desculpa não ter aparecido para desejar um bom natal, mas espero que tenha sido muito bom (assim como o meu), do lado das pessoas que você ama. Ah, e não se preocupem, ainda vou aparecer aqui antes de 2017 rsrs.

P.s.: Acho que esse bate-papo teria sido melhor em vídeo, o que vocês acham? :x

Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2

O que você mudou?

Iaê, gente, tudo bem?

No início desse ano trouxe para vocês uma “tarefa” para fazer em 2016 todo, o pote da felicidade, lembram? Então, não é hoje que falarei dele de novo, até porque o ano ainda não acabou rsrs (na primeira semana de janeiro eu falo sobre ele, prometo), mas foi pensando nessa ideia de fazer algo no início do ano que tive outra ideia muito legal também.

Todo ano a gente amadurece e isso acaba causando mudanças de quem nós somos, vocês podem até dizer: “Lógico, né?”, mas e se eu perguntasse a vocês quais foram as mudanças que ocorreram em 2016, vocês conseguiriam me dizer pelo menos duas? Porque, sendo bem sincera, sei que mudei mas não sei exatamente o quê, além do cabelo claro rsrs.

E não acho que isso seja algo assustador, na verdade é normal, a gente percebe que mudou mas quase nunca percebemos o quanto mudamos ou em quê mudamos. E é por isso que tive a ideia de criar, não sei se já existe algo parecido, o “O que você mudou?“.

papel

Vai funcionar da seguinte forma: No último dia de 2016 escreva uma carta, ou em um caderno, não importa onde seja, tudo, TUDO sobre quem você é atualmente. Por exemplo: Quem são seus amigos, o que você sente atualmente (alegria? Tristeza? …), como você se caracteriza, o que você faz (emprego, faculdade, colégio, …), corte/cor de cabelo, peso, … Sério, qualquer coisa, literalmente se descreva ao máximo que conseguir, qualquer detalhe é importante. Feito isso, guarde o que você escreveu em algum lugar que lembre depois (de preferência rsrs) e, no último dia de 2017, leia e descubra o que você mudou.

Estou tão empolgada para fazer isso, porque sei que vivemos em constante mudança e saber que o que estou vivendo hoje vai ser diferente do que viverei daqui a um ano, e saber que com isso posso recordar como era hoje no futuro, será empolgante (espero que vocês consigam entender esse parágrafo rsrs).

E estou aqui hoje para convidar vocês a fazerem isso comigo, a escrever algo para vocês no futuro contando tudo nos mínimos detalhes (por que não? rsrs) e depois de 1 ano ler o que escreveu e ver a diferença de você de hoje com você futuramente. E aí, topam? Claro que daqui a 1 ano compartilharei o que mudei com vocês, ok?

Então é isso, uma postagem bem curtinha pra vocês, mas espero que tenham gostado, até mais…

Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2

Experiência #9: Doação de Cabelo (E meu novo corte)!

Iaê, gente!!

Sem dúvida nenhuma as postagens contando minhas experiências são as que mais gosto de fazer, mesmo sendo as mais demoradas a ficarem prontas rsrs (por isso atrasei nossa postagem).

Enfim, hoje venho compartilhar com vocês uma das melhores experiências que já vivi, uma experiência que me proporcionou uma felicidade imensa que foi ter doado o meu cabelo. Há 6 meses atrás contei para vocês a notícia de que iria doar o cabelo e convidei vocês para doarem comigo, quem não leu e quiser ler é só clicar aqui. Essa postagem hoje estará dividida em seções desde a decisão de doar até o resultado do corte. Então se você quiser ver o resultado final, é só continuar lendo.

A decisão:

Tem um certo tempo que tenho vontade de doar o cabelo, mas não tinha coragem. Sim, não tinha coragem, só ficava passando na minha cabeça que quando eu era mais nova e cortei curto ficou um desastre. Ele ficou MUITO volumoso, não que eu ache que cabelo volumoso seja feio, pelo contrário, é lindo. Mas nunca achei que combinava comigo (não no corte que estava).

Só que continuava vendo algumas pessoas ao meu redor doando e via a emoção, a alegria que elas sentiam e cada vez mais eu ficava querendo sentir isso. Até que Raquel, uma amiga minha, doou e vê-la de cabelo curto, ter conversado com ela sobre isso só me fez querer doar mais ainda e assim aconteceu, me inspirei em Raquel e tomei a coragem que me faltava e comecei a deixar meu cabelo crescer com um único objetivo: Doar meu cabelo!

O que é necessário?

O que é necessário para doação depende muito de instituição para instituição, mas a maioria segue os seguintes pontos:

  • Ter cabelo natural — Até hoje não vi nenhuma instituição que aceite algum cabelo com química, porém, acho que existe alguma que aceite, então vale a pena procurar (lembrando que não tenho 100% de certeza que exista alguma que realmente aceite);
  • Ter 20 cm de cabelo — O tamanho do cabelo não é algo que podemos colocar como sendo 20 cm para todas instituições, porque não é. Existem instituições que aceitam doações de cabelo que tenham 10 cm ou 15 cm, por exemplo, mas, aqui onde moro, as instituições só aceitavam a partir de 20 cm. Quem tem cabelo ondulado, como o meu, ou cacheado, deverá fazer a medição “esticando” o fio do cabelo (pelo menos foi assim que fizeram no meu). Outra coisa muito importante, caso seu cabelo também tenha algum tipo de camada, ele deve ser medido até a menor camada, ou seja, na medição irá só considerar a menor camada, então ela que deve ter 20 cm. Se não me engano, quando eles pegam cabelos assim, eles igualam o tamanho, por isso não adianta ter 20 cm na maior camada e só 15 na menor.
  • O cabelo deve ser cortado seco — Isso mesmo, nada de lavar o cabelo antes, com o cabelo molhado você tem uma noção “errada” do comprimento, principalmente se seu cabelo é cacheado ou ondulado, eles irão ver o verdadeiro tamanho do cabelo com ele seco. Outra informação muito útil é: Se o cabelo tocar no chão, não serve. Então muito cuidado.

Fácil, né? São pequenos detalhes, mas que são bem simples de seguir.

A doação:

Então, chegou o grande dia, depois de um ano sem cortar o cabelo estava pronta para doar rsrs.

Antes de fazer a doação, pesquisei muito os locais que aceitavam doações para saber o que era necessário para doar para determinado local (como disse no tópico anterior, cada um segue “regras” diferentes), mas desde o começo que coloquei a ideia na cabeça que deixaria meu cabelo crescer para doar, que queria doar para uma instituição de crianças com câncer que tem aqui. E foi isso que fiz. Doei para o GACC/SE (Grupo de Apoio à Criança com Câncer de Sergipe), caso queira conhecer um pouco mais clique aqui.

Para fazer a doação para o GACC foi seguindo exatamente tudo que tinha dito anteriormente, antes de ir liguei para a instituição e perguntei se eles faziam o corte (tirar a parte que iria doar), porque fiquei com receio de ir em algum salão, tirar o comprimento do cabelo e acabar não servindo (não que isso fosse acontecer, era só um “medinho” que tive de acabar fazendo algo errado, mesmo sendo bem simples rsrs). Então eles me informaram que em frente a instituição deles havia um salão que fazia o corte, eles tiravam o comprimento e deixava em um corte reto de graça, para ajudar ao GACC também.

Assim, dia 09 de dezembro de 2016, fui lá nesse salão e cortei 25 centímetros de cabelo e doei pro GACC/SE.

Cabelo1
O tamanho que estava antes de cortar (foto tirada em: Outubro/2016).
Cabelo2
O tamanho que doei (foto tirada em: 09/12/2016).
Cabelo3
Com o corte reto (foto tirada em: 09/12/2016).

Fiquei “eufórica” de tanta felicidade, quase não conseguia dizer meu nome a mulher que me atendeu lá no GACC quando fui levar o cabelo, já estava muito feliz por ter completado minha meta, minha missão rsrs.

É uma sensação incrível, você se sente muito feliz porque sabe que vai fazer alguém muito feliz também. Tudo que ficava pensando sobre se o cabelo ia ficar bom ou não curto, não importava mais porque estava tão feliz por poder fazer alguém feliz, por fazer uma doação, por saber que meu cabelo iria servir para o bem de alguém. Ver que aquela quantidade de cabelo que já não estava me servindo mais, iria servir e ser à alegria de alguém, é algo que te deixa “leve”. É indescritível. Sério.

Até hoje, uma semana depois, ainda sinto essa mesma emoção. E sei que valeu a pena ter esperado um ano, que valeu a pena o calor que passei (e como passei calor), que valeu a pena cada centímetro cortado porque sei que esse cabelo vai fazer alguém feliz e só de saber isso, me sinto realizada e, claro, muito feliz.

Meu corte *-*

A história/trajetória da doação acabou no tópico anterior rsrs, mas não ia deixar o meu cabelo em um corte reto, até porque não me agrada muito e, pelo menos em mim, deixa o cabelo mais volumoso que o normal.

Antes de fazer o corte da doação, fiz muita pesquisa, muita mesma, e qual garota não faz? rsrs. Desde: “Qual melhor corte para cabelos ondulados?” até “Qual o melhor corte para o meu formato de rosto?” Nossa, foram muitas páginas lidas, muitas imagens salvas, se brincar tinha uma pasta no meu celular com mais de 100 fotos.

Para mim, qualquer corte serviria, contanto que atendesse o que eu queria: Tirar o volume, porque meu cabelo curto fica um volumo exagerado, queria que ficasse algo mais natural e controlável, e que eu conseguisse usar o corte sem precisar virar escrava de secador ou babyliss, porque se existe algo que não é pra mim é isso: Secador e babyliss, sou uma pessoa que não tem paciência nenhuma de ficar alisando meu cabelo todos os dias (não que eu abomine fazer escova no cabelo, dependendo da ocasião, eu faço, mas não gosto de ter que fazer isso praticamente todos os dias, sem falar que isso também estraga o cabelo). Então, o corte teria que me deixar com pouco volume, ou com um volume controlado, e que esse corte me permitisse deixar ele secar naturalmente, sem ser escrava de secador.

Assim, dentre tantas pesquisas, tantas páginas lidas, descobri que o corte long bob é muito bom para qualquer tipo de cabelo, principalmente para quem tem cabelo ondulado e quer controlar mais o volume (para ler sobre isso, clique aqui). Mas o que tinha que prestar atenção é que o corte long bob também pode ser feito com um corte reto e isso acaba dando volume e não tirando, então imaginei em fazer uma junção do long bob com desfiado. E fui com essa ideia para o salão. Levei essas duas imagens para me inspirar e mostrar ao cabeleireiro (e realmente foram essas que me inspirei):

Esse corte achei no Instagram @cabeloscurtosdivos, e foi um dos que mais amei e me inspirei para a ideia do corte, porque ele era long bob e desfiado, aparentemente.
Esse corte achei no Instagram @cabeloscurtosdivos, e foi um dos que mais amei e me inspirei para a ideia do meu corte, porque ele era long bob e desfiado, aparentemente.
Achei essa no Pinterest, ele foi mais para o meu cabeleireiro ter uma segunda ideia de como seria o corte que queria, porque meu favorito mesmo foi o anterior.
Achei essa no Pinterest, ele foi mais para o meu cabeleireiro ter uma segunda ideia de como seria o corte que eu queria, porque meu favorito mesmo foi o anterior.

Chegando lá conversei com o cabeleireiro sobre a minha ideia e perguntei se ficaria bom no meu cabelo e formato de rosto, e ele disse que sim, que na verdade era um corte perfeito para o meu tipo de cabelo. Então, esse foi o resultado:

Esse foi o resultado *-* (Foto tirada em: 09/12/2016).
Esse foi o resultado *-* (Foto tirada em: 09/12/2016).
(Foto tirada em: 10/12/2016)
(Foto tirada em: 10/12/2016)
(Foto tirada em: 10/12/2016)
(Foto tirada em: 10/12/2016)

Vale lembrar que nem todo corte combina com seu tipo de rosto e/ou cabelo, por exemplo, assim que meu cabeleireiro me viu, disse que precisávamos de um corte que tirasse mais o volume e deixasse minhas “ondinhas” mais livres, e, sobre o meu tipo de rosto, ele disse que o formato “exige” um pouco de “volume” perto do meu queixo (algo que ficasse perto do queixo) porque ele é muito fino e isso acaba “disfarçando” mais.

Por esse mesmo motivo que acho que um cabelo mais curto que o que cortei, sei lá, que fique um pouco abaixo da orelha, por exemplo, não vá ficar muito bom em mim porque meu queixo vai ficar muito em evidência. É o que EU acho, não é uma verdade que vá valer para todas meninas com rosto parecido com o meu, isso é pra mim e o que o meu cabeleireiro disse sobre o meu formato de rosto, sobre como o corte fica em mim.

Então, não pegue um corte que esteja na moda e queira só porque está na moda, procure saber se o corte é bom para o seu tipo de cabelo e rosto, converse com seu cabeleireiro, ele irá saber te orientar no melhor corte para você.

Além disso, é MUITO importante que todas fiquem cientes que algumas dessas fotos que encontramos no google ou no pinterest, as meninas estão com o cabelo escovado então não espere que seu cabelo vá ficar 100% igual e mesmo que não estejam escovados ou com alguma outra coisa, não espere que seu corte vai ficar 100% igual.

Cada cabelo vai reagir de uma forma diferente ao corte. Uma boa ideia disso foram os cortes que me inspirei, eu sabia que não ia ficar igual, só peguei as imagens para me inspirar e ter alguma imagem para mostrar para o meu cabeleireiro o tipo de corte que eu queria (long bob e desfiado) e foi pra isso que as fotos serviram, para orientar, inspirar. Porque eu tinha noção, e por conhecer muito bem meu cabelo, que não iria ficar igual.

Então não fique triste porque seu cabelo não ficou igual ao da foto, é super normal não ficar e têm vários fatores que colaboram pra isso: Tipo de cabelo, se está escovado ou não, o jeito que você finaliza o cabelo, … Enfim, muita coisa. rsrs

Por fim, todas combinam com cabelo curto, TODAS, qualquer tipo de cabelo pode ter cabelo curto. E estou me surpreendendo com o meu, porque achava que não ia ficar bom, sendo bem sincera, achava que ia ficar uma m***a rsrs (desculpa a palavra, mas é a verdade rsrs). Até ficava implicando com uma amiga quando ela dizia que ia ficar bom e eu dizendo que não rsrs (sou cabeça dura rsrs), mas quem diria, ela estava mais que certa (deveria ter escutado ela desde o começo rsrs).

O que você precisa é só: Achar um bom profissional e um bom corte pra você. E isso não é difícil, eu achava que era, mas não é rsrs. Peça indicações de amigas, veja pessoas que tem um cabelo parecido com o seu e pergunte onde elas cortam o cabelo (foi assim que fiz); pesquisem o corte no google (tio google é o melhor aliado para escolher o corte), mas tenha cuidado com a pesquisa, não confie 100% na primeira página que achar, porque cada corte tem opiniões diferentes sobre ele e deixa as coisas bem divididas, e, mesmo achando que o corte seja perfeito pra você, pergunte ao seu profissional de confiança, pergunte se realmente é a melhor escolha e se ele disser não, confie no que ele achar melhor pra você (eu estava pronta para qualquer coisa que meu cabeleireiro dissesse, se ele dissesse que esse corte era uma péssima escolha, deixaria ele escolher a melhor).

Considerações finais:

Estou muito feliz por ter doado meu cabelo. Doem o cabelo, façam como eu, vocês não irão se arrepender. Façam alguém feliz nesse fim de ano. Não me importava o resultado (estava pronta pra usar boné o ano todo até o cabelo crescer de novo rsrs, mas estou amando este corte), eu só queria saber que iria fazer alguém feliz e sei que farei.

Então é isso, caso queiram que eu fale mais alguma coisa sobre meu corte e como estou tendo que “cuidar” dele agora é só avisar nos comentários. Acabo por aqui, porque essa postagem já ficou grande demais rsrs

Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2