Experiência #9: Doação de Cabelo (E meu novo corte)!

Iaê, gente!!

Sem dúvida nenhuma as postagens contando minhas experiências são as que mais gosto de fazer, mesmo sendo as mais demoradas a ficarem prontas rsrs (por isso atrasei nossa postagem).

Enfim, hoje venho compartilhar com vocês uma das melhores experiências que já vivi, uma experiência que me proporcionou uma felicidade imensa que foi ter doado o meu cabelo. Há 6 meses atrás contei para vocês a notícia de que iria doar o cabelo e convidei vocês para doarem comigo, quem não leu e quiser ler é só clicar aqui. Essa postagem hoje estará dividida em seções desde a decisão de doar até o resultado do corte. Então se você quiser ver o resultado final, é só continuar lendo.

A decisão:

Tem um certo tempo que tenho vontade de doar o cabelo, mas não tinha coragem. Sim, não tinha coragem, só ficava passando na minha cabeça que quando eu era mais nova e cortei curto ficou um desastre. Ele ficou MUITO volumoso, não que eu ache que cabelo volumoso seja feio, pelo contrário, é lindo. Mas nunca achei que combinava comigo (não no corte que estava).

Só que continuava vendo algumas pessoas ao meu redor doando e via a emoção, a alegria que elas sentiam e cada vez mais eu ficava querendo sentir isso. Até que Raquel, uma amiga minha, doou e vê-la de cabelo curto, ter conversado com ela sobre isso só me fez querer doar mais ainda e assim aconteceu, me inspirei em Raquel e tomei a coragem que me faltava e comecei a deixar meu cabelo crescer com um único objetivo: Doar meu cabelo!

O que é necessário?

O que é necessário para doação depende muito de instituição para instituição, mas a maioria segue os seguintes pontos:

  • Ter cabelo natural — Até hoje não vi nenhuma instituição que aceite algum cabelo com química, porém, acho que existe alguma que aceite, então vale a pena procurar (lembrando que não tenho 100% de certeza que exista alguma que realmente aceite);
  • Ter 20 cm de cabelo — O tamanho do cabelo não é algo que podemos colocar como sendo 20 cm para todas instituições, porque não é. Existem instituições que aceitam doações de cabelo que tenham 10 cm ou 15 cm, por exemplo, mas, aqui onde moro, as instituições só aceitavam a partir de 20 cm. Quem tem cabelo ondulado, como o meu, ou cacheado, deverá fazer a medição “esticando” o fio do cabelo (pelo menos foi assim que fizeram no meu). Outra coisa muito importante, caso seu cabelo também tenha algum tipo de camada, ele deve ser medido até a menor camada, ou seja, na medição irá só considerar a menor camada, então ela que deve ter 20 cm. Se não me engano, quando eles pegam cabelos assim, eles igualam o tamanho, por isso não adianta ter 20 cm na maior camada e só 15 na menor.
  • O cabelo deve ser cortado seco — Isso mesmo, nada de lavar o cabelo antes, com o cabelo molhado você tem uma noção “errada” do comprimento, principalmente se seu cabelo é cacheado ou ondulado, eles irão ver o verdadeiro tamanho do cabelo com ele seco. Outra informação muito útil é: Se o cabelo tocar no chão, não serve. Então muito cuidado.

Fácil, né? São pequenos detalhes, mas que são bem simples de seguir.

A doação:

Então, chegou o grande dia, depois de um ano sem cortar o cabelo estava pronta para doar rsrs.

Antes de fazer a doação, pesquisei muito os locais que aceitavam doações para saber o que era necessário para doar para determinado local (como disse no tópico anterior, cada um segue “regras” diferentes), mas desde o começo que coloquei a ideia na cabeça que deixaria meu cabelo crescer para doar, que queria doar para uma instituição de crianças com câncer que tem aqui. E foi isso que fiz. Doei para o GACC/SE (Grupo de Apoio à Criança com Câncer de Sergipe), caso queira conhecer um pouco mais clique aqui.

Para fazer a doação para o GACC foi seguindo exatamente tudo que tinha dito anteriormente, antes de ir liguei para a instituição e perguntei se eles faziam o corte (tirar a parte que iria doar), porque fiquei com receio de ir em algum salão, tirar o comprimento do cabelo e acabar não servindo (não que isso fosse acontecer, era só um “medinho” que tive de acabar fazendo algo errado, mesmo sendo bem simples rsrs). Então eles me informaram que em frente a instituição deles havia um salão que fazia o corte, eles tiravam o comprimento e deixava em um corte reto de graça, para ajudar ao GACC também.

Assim, dia 09 de dezembro de 2016, fui lá nesse salão e cortei 25 centímetros de cabelo e doei pro GACC/SE.

Cabelo1
O tamanho que estava antes de cortar (foto tirada em: Outubro/2016).
Cabelo2
O tamanho que doei (foto tirada em: 09/12/2016).
Cabelo3
Com o corte reto (foto tirada em: 09/12/2016).

Fiquei “eufórica” de tanta felicidade, quase não conseguia dizer meu nome a mulher que me atendeu lá no GACC quando fui levar o cabelo, já estava muito feliz por ter completado minha meta, minha missão rsrs.

É uma sensação incrível, você se sente muito feliz porque sabe que vai fazer alguém muito feliz também. Tudo que ficava pensando sobre se o cabelo ia ficar bom ou não curto, não importava mais porque estava tão feliz por poder fazer alguém feliz, por fazer uma doação, por saber que meu cabelo iria servir para o bem de alguém. Ver que aquela quantidade de cabelo que já não estava me servindo mais, iria servir e ser à alegria de alguém, é algo que te deixa “leve”. É indescritível. Sério.

Até hoje, uma semana depois, ainda sinto essa mesma emoção. E sei que valeu a pena ter esperado um ano, que valeu a pena o calor que passei (e como passei calor), que valeu a pena cada centímetro cortado porque sei que esse cabelo vai fazer alguém feliz e só de saber isso, me sinto realizada e, claro, muito feliz.

Meu corte *-*

A história/trajetória da doação acabou no tópico anterior rsrs, mas não ia deixar o meu cabelo em um corte reto, até porque não me agrada muito e, pelo menos em mim, deixa o cabelo mais volumoso que o normal.

Antes de fazer o corte da doação, fiz muita pesquisa, muita mesma, e qual garota não faz? rsrs. Desde: “Qual melhor corte para cabelos ondulados?” até “Qual o melhor corte para o meu formato de rosto?” Nossa, foram muitas páginas lidas, muitas imagens salvas, se brincar tinha uma pasta no meu celular com mais de 100 fotos.

Para mim, qualquer corte serviria, contanto que atendesse o que eu queria: Tirar o volume, porque meu cabelo curto fica um volumo exagerado, queria que ficasse algo mais natural e controlável, e que eu conseguisse usar o corte sem precisar virar escrava de secador ou babyliss, porque se existe algo que não é pra mim é isso: Secador e babyliss, sou uma pessoa que não tem paciência nenhuma de ficar alisando meu cabelo todos os dias (não que eu abomine fazer escova no cabelo, dependendo da ocasião, eu faço, mas não gosto de ter que fazer isso praticamente todos os dias, sem falar que isso também estraga o cabelo). Então, o corte teria que me deixar com pouco volume, ou com um volume controlado, e que esse corte me permitisse deixar ele secar naturalmente, sem ser escrava de secador.

Assim, dentre tantas pesquisas, tantas páginas lidas, descobri que o corte long bob é muito bom para qualquer tipo de cabelo, principalmente para quem tem cabelo ondulado e quer controlar mais o volume (para ler sobre isso, clique aqui). Mas o que tinha que prestar atenção é que o corte long bob também pode ser feito com um corte reto e isso acaba dando volume e não tirando, então imaginei em fazer uma junção do long bob com desfiado. E fui com essa ideia para o salão. Levei essas duas imagens para me inspirar e mostrar ao cabeleireiro (e realmente foram essas que me inspirei):

Esse corte achei no Instagram @cabeloscurtosdivos, e foi um dos que mais amei e me inspirei para a ideia do corte, porque ele era long bob e desfiado, aparentemente.
Esse corte achei no Instagram @cabeloscurtosdivos, e foi um dos que mais amei e me inspirei para a ideia do meu corte, porque ele era long bob e desfiado, aparentemente.
Achei essa no Pinterest, ele foi mais para o meu cabeleireiro ter uma segunda ideia de como seria o corte que queria, porque meu favorito mesmo foi o anterior.
Achei essa no Pinterest, ele foi mais para o meu cabeleireiro ter uma segunda ideia de como seria o corte que eu queria, porque meu favorito mesmo foi o anterior.

Chegando lá conversei com o cabeleireiro sobre a minha ideia e perguntei se ficaria bom no meu cabelo e formato de rosto, e ele disse que sim, que na verdade era um corte perfeito para o meu tipo de cabelo. Então, esse foi o resultado:

Esse foi o resultado *-* (Foto tirada em: 09/12/2016).
Esse foi o resultado *-* (Foto tirada em: 09/12/2016).
(Foto tirada em: 10/12/2016)
(Foto tirada em: 10/12/2016)
(Foto tirada em: 10/12/2016)
(Foto tirada em: 10/12/2016)

Vale lembrar que nem todo corte combina com seu tipo de rosto e/ou cabelo, por exemplo, assim que meu cabeleireiro me viu, disse que precisávamos de um corte que tirasse mais o volume e deixasse minhas “ondinhas” mais livres, e, sobre o meu tipo de rosto, ele disse que o formato “exige” um pouco de “volume” perto do meu queixo (algo que ficasse perto do queixo) porque ele é muito fino e isso acaba “disfarçando” mais.

Por esse mesmo motivo que acho que um cabelo mais curto que o que cortei, sei lá, que fique um pouco abaixo da orelha, por exemplo, não vá ficar muito bom em mim porque meu queixo vai ficar muito em evidência. É o que EU acho, não é uma verdade que vá valer para todas meninas com rosto parecido com o meu, isso é pra mim e o que o meu cabeleireiro disse sobre o meu formato de rosto, sobre como o corte fica em mim.

Então, não pegue um corte que esteja na moda e queira só porque está na moda, procure saber se o corte é bom para o seu tipo de cabelo e rosto, converse com seu cabeleireiro, ele irá saber te orientar no melhor corte para você.

Além disso, é MUITO importante que todas fiquem cientes que algumas dessas fotos que encontramos no google ou no pinterest, as meninas estão com o cabelo escovado então não espere que seu cabelo vá ficar 100% igual e mesmo que não estejam escovados ou com alguma outra coisa, não espere que seu corte vai ficar 100% igual.

Cada cabelo vai reagir de uma forma diferente ao corte. Uma boa ideia disso foram os cortes que me inspirei, eu sabia que não ia ficar igual, só peguei as imagens para me inspirar e ter alguma imagem para mostrar para o meu cabeleireiro o tipo de corte que eu queria (long bob e desfiado) e foi pra isso que as fotos serviram, para orientar, inspirar. Porque eu tinha noção, e por conhecer muito bem meu cabelo, que não iria ficar igual.

Então não fique triste porque seu cabelo não ficou igual ao da foto, é super normal não ficar e têm vários fatores que colaboram pra isso: Tipo de cabelo, se está escovado ou não, o jeito que você finaliza o cabelo, … Enfim, muita coisa. rsrs

Por fim, todas combinam com cabelo curto, TODAS, qualquer tipo de cabelo pode ter cabelo curto. E estou me surpreendendo com o meu, porque achava que não ia ficar bom, sendo bem sincera, achava que ia ficar uma m***a rsrs (desculpa a palavra, mas é a verdade rsrs). Até ficava implicando com uma amiga quando ela dizia que ia ficar bom e eu dizendo que não rsrs (sou cabeça dura rsrs), mas quem diria, ela estava mais que certa (deveria ter escutado ela desde o começo rsrs).

O que você precisa é só: Achar um bom profissional e um bom corte pra você. E isso não é difícil, eu achava que era, mas não é rsrs. Peça indicações de amigas, veja pessoas que tem um cabelo parecido com o seu e pergunte onde elas cortam o cabelo (foi assim que fiz); pesquisem o corte no google (tio google é o melhor aliado para escolher o corte), mas tenha cuidado com a pesquisa, não confie 100% na primeira página que achar, porque cada corte tem opiniões diferentes sobre ele e deixa as coisas bem divididas, e, mesmo achando que o corte seja perfeito pra você, pergunte ao seu profissional de confiança, pergunte se realmente é a melhor escolha e se ele disser não, confie no que ele achar melhor pra você (eu estava pronta para qualquer coisa que meu cabeleireiro dissesse, se ele dissesse que esse corte era uma péssima escolha, deixaria ele escolher a melhor).

Considerações finais:

Estou muito feliz por ter doado meu cabelo. Doem o cabelo, façam como eu, vocês não irão se arrepender. Façam alguém feliz nesse fim de ano. Não me importava o resultado (estava pronta pra usar boné o ano todo até o cabelo crescer de novo rsrs, mas estou amando este corte), eu só queria saber que iria fazer alguém feliz e sei que farei.

Então é isso, caso queiram que eu fale mais alguma coisa sobre meu corte e como estou tendo que “cuidar” dele agora é só avisar nos comentários. Acabo por aqui, porque essa postagem já ficou grande demais rsrs

Grandes beijos e abraços…

Instagram •• Twitter •• Facebook •• Pinterest

layoutoficial2

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s